Mulher diz que matou marido surfista após agressões frequentes

Bill teria chegado embriagado em casa no dia do crime.

A representante comercial Rochele Gachido, de 46 anos, que matou o próprio marido após ser agredida em São Vicente, no litoral de São Paulo, afirmou, em depoimento à Polícia Civil, que as brigas do casal eram recorrentes e que reagiu por estar cansada. Os vizinhos confirmaram a versão da mulher sobre os espancamentos. O crime aconteceu na última quarta-feira (19), no apartamento do casal.

De acordo com informações da Polícia Militar, a última briga aconteceu por volta da 1h. Após as seguidas agressões, a esposa resolveu se defender e acertou uma facada no homem na altura da perna e acertou a veia femoral de Marco Antonio Lui, de 57 anos, conhecido como Bill. A mulher prestou depoimento e acabou sendo detida, mas foi liberada após uma audiência de custódia.

Segundo testemunhas, no dia da briga, Bill teria chegado embriagado em casa. Após uma grande discussão, ele jogou a mulher no chão e a golpeou com chutes e socos. Por causa do grande barulho, vizinhos acionaram a Polícia Militar e o surfista acabou sendo encontrado, ferido, na escadaria do prédio.

Por conta da gravidade dos ferimentos, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado. O surfista chegou a receber atendimento médico, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O caso foi registrado no 1º DP de São Vicente, onde as investigações serão realizadas. O sepultamento de Bill ocorrerá às 14h desta quinta-feira (20) em São Vicente.

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do G1