No Ceará, 13 são presos por sonegação de mais de R$ 300 milhões

"Operação Dissimulare" foi deflagrada pela Polícia Civil na sexta.

Pelo menos 13 pessoas, entre empresários e auditores fiscais, foram presas suspeitas de participarem de esquema de corrupção, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e organização criminosa no Ceará, que resultou em mais de R$ 300 milhões de reais de prejuízo aos cofres públicos. O suposto líder do esquema ainda está foragido.

A "Operação Dissimulare" foi deflagrada pela Polícia Civil do Estado do Ceará, com apoio da Secretaria da Fazenda (Sefaz) nesta sexta-feira (1º) e desmontou um esquema de compra de mercadoria têxtil com sonegação de impostos. Além dos 13 mandados de prisão, foram realizados ainda 37 mandados de busca e apreensão, que conseguiram, até o momento, contabilizar R$ 2 milhões apreendidos.

O início das investigações foi há pouco mais de um ano, quando a Delegacia de Crimes Contra a Administração e Finanças Públicas (DCCAFP) passou a apurar ações ilícitas de pessoas que adquiriam produtos do ramo têxtil sem o pagamento dos impostos correspondentes.

A polícia estima que houve uma movimentação financeira que ultrapassa a quantia de R$ 1 bilhão sem o recolhimento de impostos, o que gerou um agravo de mais de R$ 300 milhões que deixaram de ser recolhidos aos cofres públicos.

Agentes cumprem mandados de bsuca a apreensão (Crédito: TV Verdes Mares)
Agentes cumprem mandados de busca a apreensão (Crédito: TV Verdes Mares)



Fonte: Com informações do G1-CE
logomarca do portal meionorte..com