Padre é sequestrado e agredido por bando armado em Boa Hora

O caso ocorreu na madrugada. Polícia Civil está investigando.

Na madrugada de ontem para hoje o padre Alan Kardek, responsável pela paróquia do município de Boa Hora, na região Norte do Piauí, teve a residência invadida, sofreu agressões físicas e foi sequestrado por cinco bandidos armados, inclusive foi levado no próprio veículo, uma picape modelo Ranger, que pode ter sido usada em uma tentativa de assalto. 

delegado Everton Ferrer, da Gerência de Polícia do Interior (GPI), conta como tudo aconteceu.  “O fato ocorreu na meia-noite do dia 06, então a polícia de imediato foi até o local que já passou por perícia e teve essa subtração do veículo do padre. Ele [padre] foi levado e deixado em uma comunidade no município de Boqueirão e informações dão conta que 'lá' já havia uma outra equipe de criminosos esperando para dar fuga aos que praticaram o roubo na casa do padre”, afirmou.

 Padre Alan Kardek, da paróquia do município de Boa Hora (Crédito: Rede Meio Norte)
Padre Alan Kardek, da paróquia do município de Boa Hora (Crédito: Rede Meio Norte)

Segundo Everton Ferrer, as investigações já foram iniciadas. “A Polícia Civil de Barras está no caso, o delegado Renato Pinheiro já está levantando as primeiras informações juntamente com a Polícia Militar que chegou primeiro. Nós não podemos descartar nenhuma possibilidade, é um veículo de grande porte. A gente espera pegar as pistas dos assaltantes e procurar identificá-los”, acrescentou.

O delegado explica que houve uma tentativa de assalto a uma agência da Caixa Econômica na cidade de Valença . Segundo ele, a polícia não descarta que o veículo tenha sido usado nessa ação.

“Sim, houve tentativa em Valença, onde a Polícia Militar agiu rápido e impediu que ocorresse qualquer tipo de crime. Nós não sabemos qual veículo os criminosos roubaram, só sabemos que é geralmente veículo de grande porte. Nós não podemos descartar nada”, disse.

Delegado Everton Ferrer (Crédito: Rede Meio Norte)
Delegado Everton Ferrer (Crédito: Rede Meio Norte)


Fonte: Portal Meio Norte