Pai acusa guarda municipal de agredir filho de 15 anos na BA

Garoto foi encaminhado para o Derca onde realizou exame

Um pai está inconformado com a agressão sofrida pelo filho em uma das cinco noites de show que marcou o Réveillon de Salvador. Em uma rede social, Jailton Andrade relatou que seu filho de 15 anos teria sido agredido por um guarda municipal durante um show, no bairro do Comércio.

Segundo Andrade, o filho estava na companhia de outra adolescente, quando os dois resolveram ir para perto do palco. O garoto relatou que estava dançando quando foi surpreendido pelos guardas. Testemunhas contaram ao pai do adolescente que um dos agentes atingiu o garoto com um cassetete na região do peito.

Revoltado com a situação, o pai publicou um desabafo na conta oficial da banda a procura de imagens que possam identificar o agressor.

— Peço encarecidamente que qualquer um que tenha assistido ao show e tenha fotografado ou filmado a frente do palco no momento da música "Barra Avenida parte 2" ou que tenha algum contato de fotógrafo ou cinegrafista que fez a cobertura do show, que, por favor, me ajude a identificar e denunciar este criminoso e evitar que ele continue agredindo pessoas.

Jailton contou que, após a agressão, o garoto foi atendido no posto médico do evento e foi encaminhado para o Derca (Delegacia Especializada de Repressão a Crime Contra Criança e Adolescente) e em seguida foi levado para o IML (Instituto Médico Legal) para realizar exame de corpo de delito.

Ainda de acordo com Jailton, um oficio já foi expedido para o CICOM (Centro Integrado de Comunicação) da SSP (Secretaria de Segurança Pública) solicitando as imagens do evento.

Em nota, a Guarda Civil Municipal informou que não recebeu durante ou após a festa nenhuma queixa sobre o trabalho da corporação. A Guarda ainda informou que o solicitante deve procurar a corregedoria da corporação para formalizar a queixa.


Image title

Image title

Fonte: Com informações do R7
logomarca do portal meionorte..com