Perseguição policial acaba com homem preso em Campo Maior

O trio de criminosos fugiu do bloqueio policial.

Nesta segunda-feira (06/11), um homem que não teve a identidade revelada foi preso após ficar escondido em um matagal nas proximidades da Fazenda Assaré, entre os bairros São João e São Luís, no município de Campo Maior.

De acordo com informações do comandante do 15º Batalhão da Polícia Militar, major Etevaldo, o criminoso e mais dois comparsas estavam um veículo modelo Ônix, de cor preta, quando abandonaram o carro após uma perseguição policial.

“Nós recebemos a informação que três elementos em atitudes suspeitas estavam em um veículo preto de Cabeceiras para Campo Maior na noite de domingo. De imediato, montamos uma barreira na entrada do bairro de Flores com o objetivo de abordá-los. Quando eles avistaram o bloqueio da polícia empreenderam fuga pela avenida Surubim e seguiram em direção aos bairros São Luis e São João. Nas imediações do Assaré eles abandonaram o veículo e adentraram a mata”, afirmou o comandante a um portal local.

Perseguição policial acaba com um preso (Crédito: Reprodução)
Perseguição policial acaba com um preso (Crédito: Reprodução)

Ainda segundo o major Etevaldo, uma guarnição da Força Tática adentrou na mata e montou o cerco durante toda a noite, mas somente um, dos três envolvidos, foi capturado já no inicio da tarde desta segunda-feira (06).

“Ele disse que é vitima e que os outros dois que fizeram ele de refém. Só que não estamos acreditando nessa história. Nós estamos em busca de mais detalhes, de mais informações e estamos contando com a ajuda da Policia Civil”. contou.

O carro utilizado pelos suspeitos, que não tem registro de roubo, foi revistado e nada foi encontrado.

“Nenhuma arma ou drogas estavam dentro do carro. Havia no veículo apenas vestimentas e documentos do homem que foi preso se escondendo no matagal”.

A polícia segue em diligência na tentativa de capturar os demais. “Embora não tenhamos encontrado nada até agora, a atitude deles é suspeita. Não descartamos a possibilidade deles estarem em Campo Maior para praticar algum tipo de crime, porque que não teme, não foge da polícia”.

Fonte: Com informações do Portal De olho
logomarca do portal meionorte..com