Irmãos são presos pela PF suspeitos de desvio de R$ 1,15 milhões

Operação ‘Duo Fratres’ foi deflagrada na terça-feira, dia 13.

Dois irmãos foram presos em Teresina durante ações da Operação 'Duo Frates', deflagrada na terça-feira (13) pela Polícia Federal em parceria com a Secretaria de Previdência, Ministério Público Federal do Maranhão e órgãos do Piauí. Os dois irmãos, não identificados,  são suspeitos de desviar R$ 1,15 milhão da Previdência e fraudes no programa Bolsa Família.

De acordo com o delegado Albert Paulo Sérvio, da Polícia Federal, um dos irmãos foi preso em um condomínio na zona Leste da Capital e com ele foram apreendidos inúmeros cartões do Bolsa Família. Os irmãos agiam no Maranhão e Piauí. Os policiais federais também deram cumprimento a três mandados de busca e apreensão em Teresina. 

Cartões apreendidos pela Polícia Federal (Crédito: Divulgação)
Cartões apreendidos pela Polícia Federal (Crédito: Divulgação)

No Maranhão, segundo a Polícia Federal, as investigações iniciaram ainda em 2015 e identificaram um esquema que fraudava documentos para saques de benefícios previdenciários e de assistências fossem feitos em nomes de pessoas mortas. Por isso, os policiais acreditam que evitaram um rombo total de R$ 5,7 milhões.

Os investigadores identificaram 300 benefícios previdenciários e 40 documentos falsos com os dois investigados, que não tiveram os nomes revelados. Depois de serem presos em outras oportunidades no interior do Maranhão, eles foram para Teresina e estavam usando outras identidades.

A polícia informou que foi determinada a apreensão de valores e bens, “incluindo veículos e propriedades dos investigados, além de mais de 100 benefícios e a convocação de 200 titulares para a realização de auditoria”. 

Fonte: Com informações da Polícia Federal/G1-MA
logomarca do portal meionorte..com