Piauiense é assassinado com tiro no peito em Minas Gerais

Polícia Civil investiga o crime que teria motivação passional.

Um homem identificado como Lindomar Pacheco, 57 anos,  foi assassinado a tiros em uma localidade de nome Pedra Branca, zona rural do município de Lafaiete, no estado de Minas Gerais, no último dia 18. A vítima, natural de Amarante, no Piauí, foi alvejado com um tiro no peito após suposta discussão com um homem identificado como 'Coelhão'

O autor do disparo fugiu do local em alta velocidade em um veículo modelo GM, S10, preto. Uma equipe do Serviço Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionada, mas ao chegar ao local constatou que o piauiense já estava morto. A suposta discussão teria ocorrido por causa de uma mulher, configurando, portando, crime passional.

A filha da vítima, Juliana Pacheco, reside em Teresina e diz que não acredita em crime passional: "Só para deixar claro, não houve discussão, houve uma execução!". “Ele tem de pagar pela morte de meu pai em vida. Só acredito na morte do 'Coelhão' vendo. Queremos justiça no caso”, escreveu em uma rede social. 

Juliana procurou o Governo do Estado, através da Secretaria de Defesa Social, para chegar a verdade dos fatos e o paradeiro do suposto autor. “Meu pai jamais brigaria por uma mulher e não é justo o que estão plantando. Queremos esclarecer os fatos e colocar o autor na cadeia. Meu pai jamais brigaria por uma mulher. Para ele mulher era um troféu”, questionou. 

Ela diz que irá ao município de Lafaiete.  “Quem souber onde o assassino se encontra favor entrar em contato com a delegacia ou nos informar. Queremos justiça para um inocente”, afirmou. 

Vítima ao lado da filha (Crédito: Reprodução)
Vítima ao lado da filha (Crédito: Reprodução)




Fonte: Com informações do Lafaieteagora/Correio de Minas