PM matou atleta da seleção de hóquei por ciúmes da namorada

Matheus morreu após ser baleado na nuca na noite de segunda-feira

O soldado da Polícia Militar Jarbas Colferai, de 23 anos, foi preso por matar o atleta Matheus Garcia Vasconcelos Alves, de 24, em São Vicente, no litoral de São Paulo. Inicialmente, as investigações apontavam para o latrocínio (roubo seguido de morte), mas a Polícia Civil concluiu que foi um crime passional, uma vez que o atirador tinha ciúmes da namorada, que matinha contato com a vítima.

Matheus morreu após ser baleado na nuca na noite de segunda-feira (18). Ele foi encontrado ainda com vida na Rua Nicolau Guirão Perez, no Centro da cidade. O atleta morreu a caminho do Hospital Municipal. Na mão dele, havia um carregador de celular, mas o aparelho não foi encontrado pela polícia na ocasião.

Por meio de nota, a Polícia Civil confirmou que, após 12 horas de investigação, conseguiu identificar o soldado da PM como o responsável pelo crime. "O Comando da Polícia Militar foi acionado e apresentou o soldado à delegacia, lavrando-se os procedimentos legais". Foi solicitada sua prisão temporária.

As reais motivações e as circunstâncias da execução ainda não foram divulgadas oficialmente pela Polícia Civil, que confirma que o policial confessou o crime. O soldado teve o pedido de prisão temporária concedido pelo Poder Judiciário.

O corpo do atleta Matheus Garcia foi velado e sepultado em um cemitério em Santos, também no litoral paulista, nesta terça-feira (19). O atleta jogava hóquei e chegou a integrar a Seleção Brasileira, disputando campeonatos no exterior. Familiares e amigos se reuniram desde o início da tarde.

"Todos no Inter somos uma grande família. Assim como o Matheus, todos são muito felizes. Ele era muito feliz", disse o conselheiro do Clube Internacional de Regatas de Santos, Emilio da Silva Junior.

Segundo Emílio, ao se destacar na quadra do Inter, onde praticava o esporte desde pequeno, ele conseguiu chegar à Seleção. "Ele foi se destacando aos poucos, até conseguir essa oportunidade. Estou muito triste com tudo o que aconteceu", disse. Familiares do jovem não quiseram falar com a imprensa.

Mais cedo, o presidente da Confederação Brasileira de Hóquei e Patinação, Moacir Júnior, disse que a perda é irreparável. "Não dá para imaginar uma coisa dessas. O menino sempre teve muito talento. Eu tenho um filho de 25 anos, da idade dele, e é difícil. Nós decretamos luto e vamos homenageá-lo".

Matheus foi morto com um tiro na nuca
Matheus foi morto com um tiro na nuca


O CRIME

De acordo com informações da Polícia Militar, Matheus foi abordado no Centro de São Vicente. As informações iniciais apontavam que ele seria vítima de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, mas a Polícia Civil apurou que foi execução. Na mão dele havia um carregador de celular, mas o aparelho não foi achado.

Matheus foi encaminhado às pressas para o Hospital Municipal de São Vicente, por volta das 22h, mas já chegou morto ao local. Ele morava em Santos e cursava Publicidade e Propaganda na Universidade Santa Cecília (Unisanta). Um suspeito chegou a ser detido durante a madrugada, mas acabou liberado mais tarde.



Fonte: G1
logomarca do portal meionorte..com