Polícia não descarta que vítima tenha matado assaltante no Centro

, Kelton Francisco Castro de Carvalho foi morto com vários tiros.

Na tarde de terça-feira, dia 28, um jovem identificado como Kelton Castro, de apenas 20 anos, foi assassinado a tiros na rua Riachuelo, no Centro de Teresina, após roubar o aparelho celular e o cordão de ouro de uma mulher. Populares informaram que um policial militar, que estava a paisana, teria efetuado os disparos conta o homem que portava arma e estava em uma motocicleta.

O delegado Marcelo Leal, da Delegacia de Homicídios, não confirma esta versão e esclarece que somente o inquérito policial poderá dizer de onde partiram os disparos. "As informações dão conta que alguém teria reagido a esse roubo. Tando pode ter sido a vítima como um terceiro. Apenas o inquérito policial, somente ele, poderá nos dar essa garantia, se foi a vítima que atirou ou uma terceira pessoa", explicou. 

Delegado Marcelo Leal, da Delegacia de Homicídios (Crédito: Rede Meio Norte)
Delegado Marcelo Leal, da Delegacia de Homicídios (Crédito: Rede Meio Norte)

Segundo o delegado, o assaltante roubou o aparelho celular, cordão e uma pulseira de uma mulher. "O celular, o cordão e a pulseira já estavam no corpo. Ele [Kelton Castro] foi atingido com vários disparos, mas somente o laudo poderá precisar a quantidade de tiros. A arma encontrada com ele foi apreendida", acrescentou. 

Uma equipe da perícia criminal esteve no local e constatou que as cápsulas de munição encontradas no corpo de Kelton são de uma pistola .40, de uso exclusivo da Polícia Militar.

Kelton Castro (Crédito: Rede Meio Norte)
Kelton Castro (Crédito: Rede Meio Norte)
Moto usado por Kelton Castro (Crédito: Rede Meio Norte)
Moto usado por Kelton Castro (Crédito: Rede Meio Norte)



Fonte: Portal Meio Norte