Polícia prende dois suspeitos de matar prefeito piauiense no Pará

João Gomes da Silva (PR), natural de Barras, foi morto em janeiro.

A Polícia Civil do Piauí, por meio da Delegacia de Homicídios, deu cumprimento a mandados de prisão de dois suspeitos de assassinar o prefeito de Goianésia do Pará, João Gomes da Silva (PR), um secretário e outra autoridade política. Após monitoramento da equipe da DH sobre a passagem da dupla pelo Piauí foi realizada a prisão.

O prefeitoJoão Gomes, mais conhecido como "Russo", foi morto a tiros na noite  do dia 24 de janeiro deste ano, no momento em que estava dentro de um velório no centro da cidade. Nascido no município de Barras, no Piauí, ele tinha 62 anos e ocupava o cargo desde 2013.

Um homem que já estava no local fez os disparos contra o político e fugiu de moto com o apoio de um comparsa que o aguardou na área externa de onde ocorria o velório. Para a polícia, o crime tem características de execução. 

Os presos serão apresentados na sede da Delegacia de Homicídios assim como será concedida entrevista sobre o caso e as referidas prisões.

Prefeito de Goianésia do Pará, João Gomes da Silva (PR)
Prefeito de Goianésia do Pará, João Gomes da Silva (PR)




Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com