Policial acusado de atirar em preso se apresenta na delegacia

O crime ocorreu em Redenção do Gurgueia.

No último dia 04 de junho, um homem identificado como Marcelo Ribeiro Sá Costa, de 31 anos conhecido popularmente como Marcelo Onça foi detido por uma viatura da PM  acusado de ameaçar e agredir duas mulheres, no Bairro Santo Antônio, na cidade de Redenção do Gurgueia.

Ainda por razões desconhecidas, o mesmo teria sido agredido e morto com um disparo de arma de fogo na cabeça, que teria sido efetuado por um policial militar de plantão. Nesta quarta-feira (07/06), o policial envolvido no assassinato se apresentou espontaneamente na delegacia da cidade de Bom Jesus.

De acordo com informações do advogado de defesa, Otoniel Bisneto, o tiro que matou Marcelo partiu de seu cliente, mas foi acidental e ocorreu quando o preso teria tentado tomar a arma do policial dentro da delegacia. O advogado afirmou ainda que em nenhum momento a vítima chegou a ser torturada e que o crime não ocorreu dentro da cela como havia sendo divulgado.

“O rapaz foi para cima do policial e ele na tentativa de proteger a arma teve o disparo acidental, ocorreu na cabeça mas poderia ter pegado em qualquer outra parte do corpo. Ele não foi torturado e nem estava algemado, a perícia constatou isso. Se ele tivesse tomado a arma do policial e matado ele não teriam dado toda essa cobertura e revolta como está ocorrendo agora. O Marcelo já tinha uma vida pregressa e isso todo mundo esqueceu”, disse.


Fonte: Portal MN
logomarca do portal meionorte..com