Policial destrói tapete de Corpus Christi com carro e causa revolta

Policial afirmou não concordar com a ação católica

Um policial militar passou por cima do tapete de Corpus Christi com um carro, nesta quinta-feira (15),  em Ji-Paraná, Rondônia. Segundo fiéis católicos, que ficaram revoltados com a ação, o condutor do veículo aparentava estar embriagado e, após destruir o tapete, relatou que decidiu destruí-lo por ser evangélico.

De acordo com representantes da igreja, o caso aconteceu durante a manhã desta quinta-feira (15), quando o condutor passou pelo tapete e freou bruscamente, danificando parte da decoração.

A procissão da igreja está marcada para começar no fim da tarde.

Condutor foi levado à delegacia de Ji-Paraná (Crédito: Reprodução)
Condutor foi levado à delegacia de Ji-Paraná (Crédito: Reprodução)

Aos policiais, testemunhas informaram que o motorista aparentava estar embriagado e teria dito que passou por cima do tapete por ser evangélico e não concordar com a procissão da igreja católica.

A Polícia Militar foi acionada e compareceu na paróquia para encaminhar o condutor da picape à Polícia Civil, onde prestou depoimento. O condutor não quis fazer o teste do bafômetro.

Na delegacia, os agentes confirmaram que o motorista do veículo é um policial militar.

Revolta de fiéis

Uma foto do veículo sobre o tapete de Corpus Christi foi publicada no Facebook e causou revolta em fiéis católicos e evangélicos.

"Que falta de respeito, uma pessoa dessa não representa as pessoas evangélicas, muita falta de respeito, falta de religião, falta de ser realmente cristão um cidadão desse", disse uma fiel evangélica.

Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com