Prefeito é levado como refém durante assalto a banco

Rosemar Hentges foi liberado pelos criminosos durante a fuga

O prefeito da cidade de Ibirapuitã, Rosemar Hentges, foi feito refém durante um assalto a uma agência bancária no final da manhã desta quinta-feira (2), no noroeste do Rio Grande do Sul. 

O gestor estava no local no momento da ação dos criminosos, que o levaram na fuga. Em entrevista, o prefeito afirmou que está bem após o susto. "Agora está tudo bem, não fui ferido, ainda estou assimilando o que aconteceu", afirmou Hentges rapidamente por telefone, ainda um pouco abalado.

Barreira policial em estrada próxima da cidade de Ibirapuitã (Crédito: Reprodução)
Barreira policial em estrada próxima da cidade de Ibirapuitã (Crédito: Reprodução)

O prefeito prestou depoimento à polícia para ajudar nas investigações. De acordo assessores ele foi à agência porque acreditava que o assalto tinha terminado, mas acabou se deparando com os criminosos ainda dentro do banco. Foi quando se apresentou como prefeito da cidade e se ofereceu para ir com os bandidos. Ele foi libertado na área rural de Ibirapuitã.

Ainda segundo o relato de uma funcionária do Sicredi que estava no local no momento do assalto, os bandidos arrombaram a porta da frente do banco para entrar. "Eles levaram tudo o que deu", disse a trabalhadora, que pediu anonimato. "Mas graças a Deus ninguém ficou ferido", comemorou.

Prefeito de Ibirapuitã Rosemar Hentges depois do assalto. (Crédito: Reprodução)
Prefeito de Ibirapuitã Rosemar Hentges depois do assalto. (Crédito: Reprodução)

Cinco homens teriam invadido o banco e, na fuga, usaram o carro do prefeito para escapar. O Batalhão de Operações Especiais da Brigada Militar foi deslocado para a cidade para ajudar nas buscas pelos bandidos. São realizadas barreiras em estradas vicinais e um helicóptero é utilizado nas buscas.


Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com