Presos suspeitos de assalto a carros forte e caixas eletrônicos

Eles foram presos em sítio na estrada da cidade de José de Freitas

A Secretaria Estadual de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI), através da Polícia Militar e Polícia Civil do Piauí, prenderam na manhã deste sábado (24) dois suspeitos de realizarem assaltos a carros fortes e caixas eletrônicos no Piauí e Maranhão. Alexandre Martins Braz e Luiz Carlos Rodrigues de Oliveira foram presos em um sítio na estrada da cidade de José de Freitas.

                        Alexandre Martins Braz (à esquerda) e Luiz Carlos Rodrigues de Oliveira (à direita
Alexandre Martins Braz (à esquerda) e Luiz Carlos Rodrigues de Oliveira (à direita

Durante a ação dois suspeitos que reagiram a abordagem policial foram mortos. Um dos mortos foi identificado como José Carlos da Silva, conhecido como Bara. Ele já havia sido preso suspeito da realização de assaltos com explosivos. O outro morto foi identificado apenas como Chico e segundo seus companheiros seria foragido do sistema prisional.


José Carlos da Silva - morto em confronto com a polícia
José Carlos da Silva - morto em confronto com a polícia


Segundo o secretário de Segurança Pública, Fábio Abreu, o grupo é suspeito de realizar o assalto a um carro forte na BR 316, em Campo Maior, no último dia 23 de novembro, o assalto a um carro forte em Coelho Neto (MA) em 01 de novembro desse ano, além da explosão de caixas eletrônicos no município de Demerval Lobão no dia 16 de dezembro de 2016.

No sítio em que os suspeitos utilizavam como local de apoio os policiais apreenderam um farto material utilizado nas ações criminosas. Foram encontrados três carros roubados, 4 fuzis, 3 submetralhadoras, 3 pistolas e 2 revólveres, além de 28 bananas de dinamites e equipamentos para explosões de cofres.

A ação foi comandada pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO) e pelo Batalhão de Operações do Estado do Piauí (BOPE/PM) e contou com o apoio do Núcleo de Inteligência das duas polícias.

Os presos encontram-se na sede do Greco, onde prestarão depoimento ainda hoje.


Material apreendido utilizado nas ações criminosas
Material apreendido utilizado nas ações criminosas


Fonte: Portal MN