Rebelião em cadeia de Manaus deixa 4 mortos; três foram decapitados

Rebelião ocorreu na cadeia para onde presos foram transferidos.

Neste domingo, dia 08 de janeiro, pelo menos quatro detentos foram mortos na Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus, para onde foram transferidos os presos após rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim, que resultou na morte de 60 presos

De acordo com o secretário de Administração Penitenciária do Amazonas (Seap), Pedro Florêncio, as causas ainda estão sendo investigadas. Pedro Florêncio confirmou os números e disse que, do total de mortos desta madrugada, três foram decapitados.

"Não há motivos aparentes para o que ocasionou isso. Eles são todos iguais. Tem alguns que se dizem do PCC, mas são todos iguais. Na sexta, eles fizeram um motim querendo mais espaço. Demos o espaço para eles, ficaram com mais um pavilhão. Então não sei por quê eles fizeram isso. Não foi briga de facção", disse. 

O IML fez a remoção de quatro corpos de dentro da cadeia. Três deles foram decapitados - disse Florêncio. Segundo o último balanço do governo, de quinta-feira, 284 presos foram levados ao local.

Equipes do Instituto Médico Legal (IML), da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros estão no local. A Cadeia Vidal Pessoa foi reaberta na segunda-feira (2) para a acomodação de presos que foram retirados do Complexo de Anísio. 

Cadeia Raimundo Vidal Pessoa
Cadeia Raimundo Vidal Pessoa



Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com