Secretaria de Segurança monta operação ‘Fim de Ano’ com 300 PM's

A operação foi deflagrada nesta sexta-feira.

Os comandantes dos batalhões de policiamento de Teresina e do interior estiveram reunidos com o secretário de segurança do Piauí, Fábio Abreu, para traçar o planejamento da Operação Fim de Ano que foi deflagrada nesta sexta-feira (01/12). Ao todo, serão mais de 300 policiais militares que atuarão no trabalho ostensivo diuturnamente para inibir a criminalidade no estado.

O comandante do Policiamento Metropolitano I, Coronel Paulo de Tarso, informou que a operação visa aumentar a presença policial nos lugares de maior movimentação de pessoas que vão realizar compras para as festividades de dezembro. “Essa operação vai fazer uma atuação maior nas áreas comerciais do Parque Piauí, Mocambinho, Dirceu e no Centro. Nosso objetivo é dar segurança para todos que vão se dirigir aos centros comerciais para fazer compras”, disse.

No interior, os comandantes vão lançar ainda as operações “Natal Seguro” e “Ano Novo Seguro” com atividades rotineiras de Blitzen, combate ao tráfico de drogas e assaltos na região dos cerrados que é composta por 68 municípios. “Estaremos durante o mês de dezembro fazendo operações de combate a criminalidade. Tiraremos todos os policiais da parte administrativa para atuar nas operações e garantir uma melhor segurança na região”, afirmou o coronel Edson Ferreira, comandante de policiamento dos cerrados.

O secretário de segurança, Fábio Abreu, ressaltou que a operação começa no primeiro dia do mês de dezembro e só terminará no final do ano e que serão 20 policiais por batalhão que serão destacados para atuar especificamente na operação. “Vamos comprar a folga dos policiais com pagamento antecipado para que haja um engajamento maior dos batalhões. Essa é uma preocupação da secretaria de segurança em proporcionar cada vez mais conforto e tranquilidade ao cidadão”, disse.

Fábio Abreu ainda alertou que ocorrências aumentam nesse período do ano por conta do número de consumidores circulando nas áreas comerciais fazendo compras para as celebrações e de famílias que viajam e deixam duas casas vazias. “É um trabalho em conjunto. Para quem estiver circulando pelas ruas, as dicas são para evitar contar dinheiro da frente de outras pessoas, não acumular muitas sacolas nas mãos e manter a bolsa próxima do corpo. Para quem for viajar, o ideal é deixar alguém responsável por abrir a casa e acender as luzes pelo menos uma vez por semana ou pedir auxílio aos vizinhos na vigilância” argumentou.


Fonte: Ascom
logomarca do portal meionorte..com