Timon: 'Bastante ciumento', diz delegado sobre acusado de matar ex

Luana Vieira, de 23 anos, foi morta em Timon, no domingo (11).

Um crime ocorrido na madrugada de domingo, dia 11, chocou os moradores do vizizinho município de Timon, no estado do Maranhão. Uma atendente identificada como Francisca Luana do Nascimento Neto Vieira, de 23 anos, foi assassinada com 19 facadas  pelo ex-companheiro, Fabiano Pereira da Silva, preso na terça-feira (12), na zona rural da cidade. 

O delegado Humberto Oliveira, da Polícia Civil, falou sobre o crime. "Nós estávamos no encalço dele e localizamos o mesmo em uma casa ao lado da residência do avô, no povoado Gameleira, na zona rural.   Nós temos informações que eles estavam se separando. Ele [Fabiano], inclusive, tinha bastante ciúmes dela. Estamos aguardando o laudo oficial do Instituto Médico Legal (IML), mas a priori já encontramos 19 facadas", afirmou.

A atendente foi assassinada na casa onde morava, no bairro Parque União. O casal já teve passagem pela Delegacia da Mulher, por queixas da vítima de ameaça e agressão do ex-companheiro. Uma policial, que esteve na cena do crime, conta que os dois tem um filho pequeno, que foi subtraída do local do crime. 

“A tia da vítima veio aqui na Delegacia prestar depoimento e disse que ela tinha um filho de três anos com o acusado. Que por causa do filho, ele frequentava a casa e ainda tinha ligação com a ex-mulher, mas a tia afirmou que ela dizia que não tinha mais nenhum relacionamento conjugal com ele e que nem queria mais ter”, disse a policial.

Luana Vieira (Crédito: Reprodução)
Luana Vieira (Crédito: Reprodução)
Fabiano Pereira da Silva
Fabiano Pereira da Silva



Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com