Timon: Vigilante foi vítima de latrocínio, afirma Polícia Civil

Vigilante de 41 anos foi morto ao reagir a um assalto no dia 12.

No último dia 12 de janeiro, um vigilante identificado como Rosivaldo de Freitas Moura, de 41 anos, foi assassinado a tiros no conjunto habitacional Júlia Almeida, localizado na cidade de Timon, no estado do Maranhão. De acordo com o chefe de Investigação da Delegacia de Homicídios Edilberto Regis, o vigilante foi vítima de um latrocínio [roubo seguido de morte].

"Colhemos declarações de vizinhos da região, que inclusive não querem se envolver por medo, que nos informaram que se tratou de uma tentativa de assalto, sendo que o alvo seria a motocicleta do Rosivaldo. Então, nós acreditamos em um possível latrocínio", afirmou ao acrescentar que o veículo não foi velado. 

Segundo o investigador, o vigilante reagiu e acabou travando luta com o acusado, que ainda não foi localizado. "Devido à reação do Rosivaldo, da denúncia de uma pessoa próxima. O delegado plantonista, no entanto, achou estranha a forma como ocorreu a abordagem. Ele chegou, colocou a moto dentro de casa e ao voltar para atender alguém que o chamou, acabou sendo alvejado", disse. 

Rosivaldo de Freitas foi alvejado na noite do dia 12 e chegou a ser levado para atendimento no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas não resistiu e morreu. 





Fonte: Portal Meio Norte