Vendedora é encontrada morta após ser sequestrada em shopping

Os criminosos serão indiciados por latrocínio.

Foi enterrado na tarde desta segunda-feira (10), o corpo da vendedora encontrada morta, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, neste final de semana. A mulher, de 39 anos, foi sequestradana, última sexta-feira (7), no estacionamento de um shopping em Contagem, também na Grande BH, onde ela trabalhava, quando estava indo embora para casa.

Adriana Maria da Cruz saiu do trabalho por volta das 20h30. As imagens do circuito de segurança do estacionamento mostram os bandidos andando entre os veículos e, em seguida, entrando no carro dela. Outra câmera que fica na saída do shopping, é possível ver o momento em que o veículo deixa o local. Nas imagens, Adriana está ao volante e parece assustada. Marcelo Lacerda, marido de Adriana, acionou a polícia horas depois de perceber o desaparecimento da mulher. Ele também publicou uma mensagem nas redes sociais pedindo apoio de amigos para localizar Adriana.

Cerca de vinte horas após o desaparecimento, o carro de vítima foi encontrado no bairro Água Branca, em Contagem, na Grande BH, na casa de um dos suspeitos. No veículo a perícia encontrou os objetos pessoais de Adriana. Daniel Felipe Corrêa Santos, de 18 anos, e Rafael da Silva Araújo, de 25 anos, foram presos e um menor de 15 anos, apreendido.

O adolescente disse à polícia que a vítima tinha sido abandonada às margens da BR-040. A PM (Polícia Militar) fez buscas em toda a área, mas não localizou a vítima. Após receber informações de uma testemunha, os militares iniciaram novas buscas na região da lagoa Várzea das Flores, em Betim, também na região metropolitana. O corpo de Adriana foi encontrado uma hora depois, na madrugada desse domingo (9), em uma parte rasa da lagoa.

Segundo a polícia, os assaltantes usaram uma réplica de arma para render a vítima. As investigações apontam que Adriana teria morrido asfixiada com um cadarço de tênis. Para a polícia, Araújo confessou que matou a mulher. Um quarto envolvido no crime ainda está sendo procurado. Os criminosos serão indiciados por latrocínio, que é o roubo seguido de morte.

Fonte: Com informações do R7
logomarca do portal meionorte..com