Vereador se tranca em banheiro e rasga projeto de lei

Projeto prevê criar cartilha sobre educação sexual nas escolas.

Um vereador de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, foi detido depois de se envolver em uma confusão durante uma sessão, na noite de terça-feira (18), como mostrou o Bom Dia Rio desta quarta-feira (19).

O projeto de lei que o vereador Carlos Ferreira, o Ferreirinha, fez para criar uma cartilha sobre educação sexual nas escolas estava sendo votado, quando ele pediu a palavra e ela foi negada. Testemunhas contaram que Carlos Ferreira pegou o projeto de lei, se trancou no banheiro, e rasgou o documento. A polícia foi chamada e o vereador foi levado para a delegacia.

Segundo a assessoria da Prefeitura de Nova Iguaçu, em fevereiro deste ano, o vereador Denilson Ambrósio apresentou um projeto que foi aprovado proibindo a exibição, distribuição e circulação de material nas escolas públicas que tivessem "conteúdo erótico" e que tratasse de educação sexual para crianças de 6 a 10 anos. O prefeito sancionou e transformou em lei, proibindo cartilhas, por achar que é prematuro.

De acordo com a assessoria, o projeto do vereador Ferreirinha revogaria a lei. "Quando ele percebeu a gravidade política, se atirou na mesa da presidência, pegou o projeto, saiu correndo para o banheiro e rasgou. Jogou um pedaço no vaso sanitário e outro no chão", informou a assessoria da prefeitura. O vereador Carlinhos Presidente teria corrido atrás dele, no banheiro, para pegar o projeto, e, por ser policial militar, deu voz de prisão a Ferreirinha. Ainda de acordo com a prefeitura, Ferreirinha agrediu Carlinhos Presidente, que acionou a polícia.

Fonte: G1
logomarca do portal meionorte..com