Vereador é suspeito de usar dinheiro do Bolsa Família em campanha

PF investiga desvios do Bolsa Família para campanha do político.

Um vereador e a esposa dele, funcionária da Secretaria Municipal de Assistência Social da cidade de Abaetetuba, no estado do Pará, foram conduzidos coercitivamente durante ações da Operação República Velha, deflagrada nesta quarta pela Polícia Federal que  investiga uso do dinheiro do programa Bolsa Família para campanha eleitoral no município. 

Funcionários da prefeitura e pessoas com renda considerada maior que o exigido na lei constavam como beneficiárias do programa e também doadores de campanha eleitoral, desviando recursos das famílias que realmente necessitavam do benefício. Para ser beneficiário do programa,, a renda familiar não pode ultrapassar o valor de R$ 170 por pessoa, o que era incompatível com a doação para campanhas eleitorais.

Até o momento, mais de 30 beneficiários do programa doaram para as campanhas eleitorais do vereador investigado nos anos de 2012, 2014 e 2016.

A decisão judicial determina ainda que os investigados cumpram medidas alternativas como a proibição de se ausentarem da comarca, de manter contato com qualquer dos eleitores beneficiários do Programa Bolsa Família, como também o afastamento do cargo da esposa do vereador.

Estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e dois de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para depor.





Fonte: Com informações do G1