Policial militar de 23 anos mata namorada, sogra e a própria mãe

Jovem, de 23 anos, enviou mensagem assumindo os crimes

Um soldado da PM (Polícia Militar), de 23 anos, tirou a própria vida após cometer uma sequência de assassinatos, em Minas Gerais. Ele matou a namorada e a sogra, em Divinópolis, na região centro-oeste do Estado. Depois disso, ele seguiu para Rio Pomba, na Zona da Mata, onde mora a família e assassinou a mãe, a tiros.

Vizinhos relataram aos policiais que Igor Quintão Vieira foi visto chegando de carro, por volta de seis horas da manhã na casa da mãe. Pouco depois, foram ouvidos tiros. A PM foi acionada, mas quando chegou, os dois já estavam mortos. O corpo dele foi encontrado em um quarto, com um revólver calibre 38 na mão e, ao lado, o corpo da mãe, Eloisa Santa Quintão Vieira, de 48 anos.

O celular do suspeito foi recolhido para investigações. No aparelho, foram encontradas mensagens em que ele confessava ter matado a namorada Aline Guimarães Rodrigues, de 34 anos, a sogra, Elisabete Guimarães Rodrigues, de 63 anos.

Além de soldado, Vieira era aluno do curso de formação de sargentos, em Belo Horizonte. Segundo amigos, ele e Aline namoravam há três meses. Ela também era policial militar e os dois se conheceram durante o curso de formação de sargentos que os dois faziam, em Belo Horizonte. O militar passou por vários testes psicológicos para ser aceito na corporação e nenhum apontou indícios de desequilíbrio que pudesse levar o jovem a fazer o que fez.

A polícia vai investigar a motivação do crime. O corpo de Vieira e da mãe dele foram enterrados em Tabuleiro, também Zona da Mata, nesse domingo (13). Já os corpos da Aline e da mãe dela foram enterrados em Divinópolis.

Fonte: Com informações do R7