Policial morre afogado em piscina durante confraternização em THE

IML confirmou que a morte da vítima foi causada por afogamento

O policial civil Aydon Aristóteles Silva Fonteneles, de 35 anos, morreu na tarde de domingo (10), durante uma confraternização, realizada em um sítio na estrada da Alegria, zona Sul de Teresina. Amigos encontraram o corpo no fundo da piscina, tentaram reanima-lo, mas a vítima já não respondia aos estímulos e não possuía mais os sinais vitais.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), foi acionada, mas já encontraram a vítima sem vida. Os agentes do Instituto Médico Legal (IML), estiveram no local e fizeram a remoção do corpo. O laudo pericial confirmou que a morte da vítima foi causada por afogamento. 

Aydon era casado e deixa uma filha. Ele trabalhava como policial civil no estado do Maranhão. Além disso, o policial trabalhava como tatuador. A vítima também já foi policial militar, lotado no município de Corrente, ao Sul do Piauí.

Nas redes sociais, amigos e familiares lamentaram a morte precoce do policial.  A diretoria de esportes da Associação dos Policiais Civil do Piauí também lamentou a morte e emitiu nota de pesar.

“É com muito pesar que a Diretoria de Esportes da APOCEPI e todos os times do Torneio de Integração da Polícia Civil do Piauí  manifestam seu mais profundo pesar pelo falecimento do senhor Aydon”, diz a nota.

Aydon Aristóteles Silva Fonteneles (Crédito: Reprodução/Facebook)
Aydon Aristóteles Silva Fonteneles (Crédito: Reprodução/Facebook)


Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com