Policial reage e mata assaltante em frente escola da filha; vídeo!

Ela havia ido para a festa das mães quando presenciou o assalto

Uma policial militar que estava de folga e tinha ido participar de uma festa na escola da filha em homenagem ao Dia das Mães dispartou três tiros contra um homem de 21 anos que estava com um revólver calibre 38 realizando assalto na frente da escola que fica em Suzano (SP).

Segundo a PM, o homem teria anunciado o assalto e disparado duas vezes, o primeiro não acertou ninguém e no segundo, a arma falhou.

Após ser alvejado pela policial, o homem foi socorrido e levado para o Pronto Socorro da Santa Casa, mas não resistiu e morreu.

 (Crédito: Reprodução)
(Crédito: Reprodução)

Uma testemunha, que não quis ser identificada, revelou ter visto o momento em que o assaltante abordou outra mulhar próximo ao portão de entrada da escola e depois seguiu para o portão da escola e realizou um disparo.

"Eu estava dentro do carro com a minha filha, que terminava de se arrumar para entrar na escola. A mulher que foi abordada foi em direção ao portão da escola e falou que era um ladrão. Foi tudo muito rápido. Só deu tempo da policial perguntar onde estava o ladrão, quando ele sacou a arma. Aí a policial já encostou e sacou a arma", contou ao G1.

Um vídeo que circula pelas redes sociais mostra como foi o trajeto do homem, que seguiu a mulher que aparece nas imagens com uma roupa cinza, que estava acompanhada por uma criança com calça rosa. Ele segue pela rua e a mulher e a criança, pela calçada.

A testemunha disse ainda que, depois de abordar a mulher, o homem revistou o porteiro da escola e que acredita que ele tinha a intenção de entrar na unidade.

O vídeo mostra que, ao perceber a ação, a policial, que estava de folga e é mãe de uma aluna da escola, saca a arma e faz três disparos contra ele. O homem cai no chão e a policial o rende. Ainda de acordo com a testemunha, depois disso, um vizinho da escola, que também é policial, chegou ao local. "Depois disso já chegaram as viaturas da polícia. Foi muito rápido", lembra.

Na opinião da mulher, a policial agiu bem ao atirar no homem. "Ela [a policial] foi uma heroína. Não só da filha, mas também das outras mães e das outras crianças. Ela fez o certo", conta.

A Polícia Militar ainda não informou se a ação estava de acordo com as normas da corporação.


VEJA VÍDEO:






Fonte: G1
logomarca do portal meionorte..com