Aécio entra com ação contra decisão do STF de afastá-lo do mandato

O senador recorreu da decisão junto ao STF nesta segunda-feira (2)

O Senador Aécio Neves (PSDB-MG) recorreu junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta segunda-feira (2), para que o afatamento do seu mandato seja anulado.

O pedido feito pelo senador é de suspensão da decisão do STF até que seja terminado outro julgamento que está marcadono Supremo para a próxima semana.

Aécio foi afastado do pelos ministros da 1ª Turma do STF na última terça-feira e ainda determinou que o senador entregasse seu passaporte proibindo-o de sair do país e ainda imposuram a ela que ficassse em recolhimento noturno em sua residência.

Senador Aécio Neves (Crédito: Agência O Globo 15/08/2017)
Senador Aécio Neves (Crédito: Agência O Globo 15/08/2017)


Está marcado para o dia 11 de outubro, no STF, o julgamento uma Ação Direta de Inconstitucionalidade pedindo que o Congresso possa rever, em até 24 horas, qualuqer medida cautelar diversa da prisão importa a deputados e senadores, como suspensão do mandato e recolhimento domiciliar, como é o caso de Aécio.

No pedido feito por Aécio, ele ainda ressalta a importância dos poderes em atuar de forma independentes, não devendo, portanto, o Judiciário aplicar tais medidas contra um senador.

O senador Aécio Neves quando soube da decisão do STF disse ter ficado "chocado" e afirmou que nem em pesadelo imaginaria essa decisão.

"Nem nos meus piores pesadelos eu poderia imaginar uma situação dessas", disse.

Na última quinta-feira, o Partido dos Trabalhadores (PT) protocolou uma representação junto ao Conselho de Ética do Senado pedindo a abertura de um processo "com vistas à cassação do mandato" do senador Aécio.

Fonte: OGlobo
logomarca do portal meionorte..com