Defesa protocola pedido para que STF suspenda inquérito

A defesa do presidente Michel Temer protocolou por volta das 16h.

A defesa do presidente Michel Temer protocolou por volta das 16h deste sábado (20) petição no Supremo Tribunal Federal (STF) em que pede a suspensão do inquérito que o investiga por suspeita de corrupção passiva, obstrução à Justiça e organização criminosa.

Mais cedo neste sábado, em pronunciamento no Palácio do Planalto, Temer havia afirmado que pediria a suspensão do inquérito após reportagem da "Folha de S. Paulo" informar, com base na oponião de peritos ouvidos pelo jornal, que houve edição no audio da conversa com o presidente, gravada pelo dono do frigorífico JBS, Joesley Batista.

"Por todo o exposto, Eminente Ministro, a defesa do Presidente Michel Temer, vem, por meio da presente petição, requerer que V. Excelência determine a SUSPENSÃO do inquérito instaurado, até que se realize uma perícia no áudio constante da fita da gravação da conversa objeto desses autos, devendo, para tanto, ser nomeado por um perito para proceder ao seu exame e para responder aos questionamentos do D. Relator e das partes, Defesa e Ministério Público", diz o texto da petição.

A gravação registra conversa entre Temer e Batista no Palácio do Jaburu, em 7 março de 2017. Nela, de acordo com a Procuradoria-Geral da República, o presidente dá "anuência" para que o empresário continue a pagar uma mesada pelo silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que está preso em Curitiba.


Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com