Diabetes será tema de sessão solene na ALEPI nesta quarta (16)

Sessão foi proposta pelo deputado estadual Luciano Nunes

Preocupada com conscientização sobre a diabetes, cuidados e prevenção, a Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI), atendendo proposição do deputado estadual Luciano Nunes, realiza nesta quarta, 16 de novembro, às 11h, sessão solene pela passagem do Dia Mundial de Combate ao Diabetes, que é lembrado em todo o mundo em 14 de novembro.

Esse mês, intitulado de Novembro Azul, é dedicado para o alerta à população sobre o combate e prevenção do diabetes. Segundo o parlamentar, é de fundamental importância que sejam socializadas informações à população sobre o diabetes, cuidados, tratamento e programas de prevenção para evitar ou retardar a doença.

“O diabetes já atinge mais de 400 milhões de pessoas no mundo. No Brasil há mais de 13 milhões de pessoas vivendo com o diabetes. A doença mata 72 mil pessoas por ano no nosso país. No nosso Estado já são mais de 200 mil pessoas convivendo com a doença. Então não podemos ignorar os fatores de risco. Para que a prevenção, a educação e o tratamento sejam eficientes, além do comprometimento do paciente, é necessário que a família, a comunidade e os profissionais de saúde se envolvam na causa, daí a importância das ações realizadas no Novembro Azul. Quanto mais cedo se tem o diagnóstico, mais rápido se pode agir para continuar saudável agora e no futuro”, explica Luciano Nunes.

A sessão solene contará com a participação de membros da Associação dos Diabéticos do Piauí (ADIP), que irá socializar as ações e a realidade dos diabéticos no Estado.

“Essa sessão solene já faz parte da nossa programação da ADIP durante o Novembro Azul. É uma oportunidade que temos de chamar a atenção das pessoas para a importância do diagnóstico precoce, de cuidados  como o controle da alimentação e a prática de atividades físicas, e para a questão da educação em diabetes e qualidade de vida”, afirma Jeane Melo, presidente da ADIP.

Luciano Nunes lembra também que a sessão solene é um momento importante de somar forças e fazer um alerta aos gestores públicos no sentido de implantar estratégias eficientes, além de políticas de prevenção e de monitoramento do diabetes para resguardar a saúde dos cidadãos com diabetes ou em risco de ter.

“O diabetes já é considerado uma pandemia mundial. É uma doença crônica por vezes devastadora, dessa forma, precisamos de um olhar diferenciado para a doença e de um engajamento do poder público no sentido de prevenir e oferecer um tratamento humanizado para as pessoas que necessitam”, destaca.


Plenário da Alepi (Crédito: Reprodução)
Plenário da Alepi (Crédito: Reprodução)


Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com