Raquel Dodge mantém duas pessoas da equipe de Rodrigo Janot

Dodge anuncia nova equipe

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, confirmou nesta terça-feira (19), em portaria publicada no  Diário Oficial da União , alterações na força-tarefa de procuradores que atuam nos processos da Operação Lava Jato junto à PGR. 


Apenas dois servidores que atuaram com Rodrigo Janot (os procuradores Maria Clara Barros Noleto e Pedro Jorge do Nascimento Costa) serão mantidos na equipe de Raquel Dodge , que tomou posse nessa segunda-feira (18)  após ser escolhida para o cargo pelo presidente Michel Temer.

 (Crédito: Agência Brasil)
(Crédito: Agência Brasil)

A nova equipe escalada por Dodge será supervisionada pela procuradora Raquel Branquinho e terá como coordenador o procurador José Alfredo de Paula Silva. Integram ainda o novo grupo os procuradores da República Hebert Reis Mesquita, José Ricardo Teixeira Alves, Luana Vargas Macedo e Marcelo Ribeiro de Oliveira.

O objetivo do grupo é "auxiliar a procuradora-geral da República na análise dos desdobramentos das investigações levadas a efeito pela força-tarefa [da Lava Jato em Curitiba] em trâmite no Supremo Tribunal Federal (STF)".

Entre as atribuições dos integrantes dessa equipe estão "realizar oitivas e participar de outros atos de produção de prova", "participar de audiências judiciais, relativas a feitos da Operação Lava Jato", e "participar de atos instrutórios objetivando a celebração de acordos de colaborações premiadas". 

Grupo de transição

Em outra portaria também publicada nesta terça-feira, Dodge escalou cinco integrantes da antiga equipe de Rodrigo Janot para compor um grupo de auxílio na "transição de equipes 
e análise dos desdobramentos das investigações". 

Esse grupo funcionará pelo período de 30 dias e será composto pelos procuradores Fernando Antonio de Alencar Alves de Oliveira Junior, Melina Castro Montoya Flores, Rodrigo Telles de Souza, Sergio Bruno Cabral Fernandes e Wilton Queiroz de Lima.

Após esse período de operação do grupo de transição, os procuradores Fernando, Melina e Rodrigo serão desonerados, conforme determinação da nova chefe do Ministério Público Federal.

Esses quatro servidores haviam sido nomeados por Janot para o grupo da PGR na Lava Jato em julho deste ano, além dos dois procuradores mantidos na equipe por Dodge e de mais três servidores (Anna Carolina Rezende Maia Garcia, Daniel de Resende Salgado e Ronaldo Pinheiro de Queiroz).

As medidas anunciadas por Raquel Dodge não alteram a composição da força-tarefa do MPF que atua na Operação Lava Jato no Paraná, grupo coordenado pelo procurador Deltan Dallagnol.


Fonte: iG
logomarca do portal meionorte..com