Ex-presidente do STF, Joaquim Barbosa defende a renúncia de Temer

Joaquim Barbosa incentivou a mobilização popular

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa disse que "não há outra saída" e que o caminho para os brasileiros agora é a mobilização em busca da renúncia imediata do presidente da República Michel Temer (PMDB).


A declaração de Joaquim Barbosa acontece um dia após a divulgação da gravação de uma conversa entre Temer e o empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS, em que o presidente é acusado de dar aval à compra do silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB), preso pela Operação Lava Jato.

"Não há outra saída: os brasileiros devem se mobilizar, ir para as ruas e reivindicar com força a renúncia imediata de Michel Temer ", escreveu Barbosa em uma rede social, no início da manhã desta sexta-feira (19).

O ex-ministro do STF aproveitou a ocasião para fazer uma crítica à repercussão da gravação, que compõe a delação premiada dos irmãos Joesley e Wesley Batista. Segundo ele, há quem esteja minimizando a "gravidade dos fatos".

"Nada aconteceu, não é mesmo? Líderes políticos, empresariais, parte da mídia se incumbiram de minimizar a gravidade dos fatos", publicou ele.



Fonte: iG