FHC fala sobre "gestos de renúncia" após denúncias contra Temer

'País tem pressa. Não para salvar alguém ou estancar investigações'

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) pediu "gestos de renúncia" em caso de não esclarecimento das denúncias envolvendo o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves, já afastado do cargo. O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), negou o pedido de prisão do senador.

"Se as alegações de defesa não forem convincentes, e não basta argumentar são necessárias evidências, os implicados terão o dever moral de facilitar a solução, ainda que com gestos de renúncia. O país tem pressa. Não para salvar alguém ou estancar investigações", escreveu FHC sem citar nomes.

Para o ex-presidente, "a solução para a grave crise atual deve dar-se no absoluto respeito à Constituição".

O ex-presidente ainda pediu que as gravações que mostraram o pedido de pagamentos feitos por Temer e Aécio a donos do frigorífico JBS sejam divulgadas. "É preciso dar publicidade às gravações e ao fundamento das acusações".

FHC ao lado do presidente Michel Temer
FHC ao lado do presidente Michel Temer




Fonte: Com informações do Uol
logomarca do portal meionorte..com