Governador consegue parcerias para Educação, Turismo e Segurança

Wellington Dias esteve no país atraindo investimentos

O governador Wellington Dias retorna ao Piauí, nesta terça-feira (25), após extensa agenda com investidores no Canadá. Durante os encontros realizadas no exterior, foram discutidas pautas relacionadas à Segurança Pública, Educação, Investimentos e Turismo. O chefe do Executivo estadual foi acompanhado da secretária de Estado da Educação, Rejane Dias; e do secretário de Estado da Justiça, Daniel Oliveira.

A partir dessa viagem, o Piauí passará a ter, ainda este ano, intercâmbio para alunos e professores, bem como os alunos canadenses terão a possibilidade de vir ao Brasil estudar português e auxiliarem professores no ensino da língua francesa e inglesa. Wellington pôde apresentar as potencialidades do estado a investidores de diversas áreas, além de conhecer e discutir estratégias de ressocialização.

Governador Wellington Dias em viagem ao Canadá (Crédito: Reprodução)
Governador Wellington Dias em viagem ao Canadá (Crédito: Reprodução)

O cônsul adjunto do Consulado Geral de Toronto, Ademar Seabra da Cruz Júnior, revelou o aspecto positivo da visita de Wellington Dias ao Canadá. “Estamos muito felizes em receber o governador. É um prestígio, não só para o trabalho do Itamaraty, mas para as relações Brasil-Canadá, diante do momento positivo que temos nas relações entre os dois países”, destacou Seabra. Ele ressalta que há uma coincidência muito grande entre o tipo de investimento que o Canadá já desenvolve no Brasil em outros estados com o que pode ser feito no Piauí.

Investimentos

Dias apresentou a empresários canadenses e representantes da Câmara de Comércio Brasil-Canadá e da Federação de Comércio Brasil-Canadá uma carta de projetos e possibilidades de investimentos no Piauí, que vão desde a área de energias renováveis, mineração, turismo, educação e agronegócio. O encontro foi mediado pelo Consulado Brasileiro no Canadá.

Na oportunidade, o chefe do Executivo piauiense fez uma apresentação de como o Piauí se destaca no cenário nacional brasileiro pelo trabalho, organização e pela estabilidade dos indicadores socioeconômicos.

Para Wellington, a visita teve potencial de gerar boas oportunidades para o desenvolvimento do Piauí.

“Eu saio daqui bastante animado, primeiro pela competência e pelo compromisso da Embaixada do Brasil no Canadá. Nesse encontro, focamos no potencial de negócios, de investimentos, por meio de fundos de pensão”, explica o governador.

Após o contato inicial, as tratativas deverão ser mediadas pelo Escritório de Representação do Canadá, em São Paulo; pela Embaixada do Canadá, em Brasília.

“Esse processo é para que haja um maior entendimento entre as partes e a elaboração de estratégicas para que a necessidade de investimento piauiense coadune com a oferta muito grande e generosa e com as potencialidades que existem aqui no país para fazer essa associação com o estado”, disse Dias.

Além da Câmara de Comércio, o governador também se reuniu com empresários da BRP, empresa que fabrica quadriciclos e motos aquáticas, quando foi apresentado um projeto para realização de evento esportivo internacional de quadriciclos no litoral do Piauí. A ideia é atrair turistas de várias partes do Brasil e do mundo por meio do esporte, a exemplo do que ocorre com o kitesurf, modalidade que tem campeonatos anuais em Cajueiro da Praia, com etapas nacional e mundial.

O governador ressaltou que a ideia de um campeonato internacional de quadriciclos é totalmente viável, principalmente porque o litoral piauiense faz parte do roteiro turístico Rota das Emoções, que integra parte da área litorânea dos estados do Maranhão, Piauí e do Ceará.

“Inclusive, já estamos agendando um encontro com os gestores dos outros dois estados para discutirmos a proposta”, afirmou Dias

Ressocialização

Wellington participou ainda de reunião executiva com gestores da Penitenciária de Kingston, que leva o nome da cidade localizada na província de Ontario, no centro-oeste do país. Uma das pautas centrais diz respeito a melhorias das ações do sistema prisional piauiense.

“O objetivo principal é o processo de ressocialização. Aqui, além de conhecermos o sistema, negociamos o apoio da direção do presídio em Kingston, do Governo do Canadá, no sentido de repassar toda sistemática voltada para a educação e uma novidade para nós que é ter uma área que tenha a presença da comunidade para a ressocialização. É importante dizer que são culturas diferentes, mas o que a gente tem em comum, e esse é o ponto principal, é um trabalho para que também haja uma corresponsabilidade do Estado e da sociedade”, explica Dias.

Educação

O governador, acompanhado da secretária Rejane Dias e comitiva, reuniu-se com representantes da Languages Canada, entidade oficial responsável pela promoção e difusão do Inglês e do Francês no mundo para celebrar convênios, intercâmbios e programas de cooperação do Canadá com outros países na área de educação linguística. A perspectiva é que o primeiro intercâmbio já ocorra em setembro.

O acordo firmado permitirá ao Piauí poder ofertar a professores e alunos da rede pública de ensino a oportunidade de intercâmbio presencial no Canadá, bem como o uso de ferramentas para a realização de aulas por meio de videoconferências. Além disso, alunos canadenses terão a possibilidade de vir ao Brasil estudar português e auxiliarem professores no ensino da língua francesa e inglesa.

A secretária da Educação explica como o programa será realizado. “Foi uma reunião bastante produtiva e, pensando na formação continuada dos professores da rede estadual, abrimos a oportunidade deles virem ao Canadá aperfeiçoar a língua inglesa. Quanto aos alunos, iremos firmar um termo de cooperação que, além do Inglês, também vamos ofertar o ensino do Francês. Vamos, ainda, qualificar profissionais voltados para o turismo e ampliar a oferta no Centro de Línguas. Além disso, também iremos expandir o ensino de línguas para o interior, por meio da mediação tecnológica. Estamos felizes e o acordo já deve iniciar esse ano”, destaca Rejane Dias.

O governador enfatizou as alinhas de atuação da parceria destacando áreas de turismo, saúde e educação.

“Aqui acertamos quatro caminhos: o primeiro com o termo de cooperação com a Seduc e o Instituto de Línguas do Piauí, objetivando que o próprio instituto possa ser uma base para o ensino do Inglês e Francês no Piauí, que, como retorno, vai proporcionar o ensino do Português para o Canadá. Segundo, onde a rede de educação estadual terá um intercâmbio com escolas do Canadá, colocando alunos de uma escola nossa para cá e uma daqui para o Piauí. O terceiro é educação a distância, onde vamos utilizar a plataforma que possuímos para levar ensino de línguas para todas as cidades do interior do Piauí e permitir condições de intercâmbio para quem já compreende a língua e tem interesse em aperfeiçoar”, concluiu Wellington. 

Fonte: Portal Meio Norte