Jucá: ‘Como Janot só tem dois dias, pode fazer qualquer estripulia’

Senador afirmou que Janot "perdeu o senso"

O presidente do PMDB e líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR) afirmou, nesta quinta-feira (14), que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, "perdeu o senso" ao elaborar nova denúncia contra o presidente Michel Temer. A expectativa é de que o documento seja protocolado no Supremo Tribunal Federal (STF) ainda hoje.

"Como ele só tem dois dias [no mandato], ele pode fazer qualquer tipo de estripulia. Mas acho que a sociedade vai saber julgar o modus operandi", declarou Jucá.

De acordo com o líder do governo no Senado, Janot tenta "criar factoides" e "apagar provas que podem levar a uma investigação mais séria sobre ele" com a nova denúncia.

Senador Romero Jucá  (Crédito: Agência Brasil)
Senador Romero Jucá (Crédito: Agência Brasil)

"O procurador está tão desacreditado. Agora ele se juntou com [Lúcio] Funaro, a próxima companhia inseparável dele. Talvez ele convide o Funaro para ir tomar cerveja lá naquela distribuidora", ironizou, referindo-se ao encontro de Janot com Pierpaolo Bottini, advogado dos irmãos Batista, da JBS.

Desta vez, Temer deve ser acusado por obstrução à Justiça e por fazer parte de uma organização criminosa. Na primeira denúncia, apresentada em junho pelo procurador-geral, o peemedebista foi acusado de corrupção passiva.

Fonte: Com informações do Extra