Juiz Sérgio Moro garante que não será candidato à Presidência

Sérgio Moro apareceu bem colocado em pesquisas recentes.

O juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, negou nesta terça-feira a possibilidade de ser candidato à Presidência da República no ano que vem, e argumentou não ter perfil para a função. 

"Já disse mais de uma vez e reitero que não serei candidato", disse o magistrado durante seminário sobre a Justiça realizado pela rádio Jovem Pan em São Paulo.

Moro, que não tem filiação partidária, tem tido o nome citado em pesquisas de intenção de voto para o pleito do ano que vem. No último levantamento do Datafolha, realizado em junho, No cenário que seu nome aparecia, o magistrado ficou em segundo lugar, atrás apenas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e empate técnico com a ex-senadora Marina Silva (Rede) e o deputado Jair Bolsonaro (PSC0-RJ)).

O juiz argumentou, no entanto, não ter perfil para a função, acrescentando que optou se dedicar à magistratura.

Moro também elogiou a política, afirmando ser uma das profissões "mais belas", embora tenha reconhecido que há, muitas vezes, uma visão pejorativa dos políticos.

Sérgio Moro (Crédito: Evaristo Sá/AFP))
Sérgio Moro (Crédito: Evaristo Sá/AFP))


Fonte: Terra
logomarca do portal meionorte..com