Jurista Reale Jr. deixa o PSDB e fala em "túmulo" do partido

Saída ocorre após tucanos decidirem permanecer na base aliada

A decisão do PSDB, na noite desta segunda-feira (12), de permanecer na base aliada do governo de Michel Temer deflagrou a desfiliação de tucanos. Autor do impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, o jurista Michel Reale Jr. anunciou que deixará o PSDB e disse que o partido será enterrado.


"Espero que o partido encontre um muro suficientemente grande que possa servir de túmulo", disse Reale, ao jornalO Estado de S.Paulo, acrescentando que sua saída do partido será oficializada nesta terça-feira (13) por meio de carta ao diretório nacional.

Para o jurista, que já chegou a defender o impeachment de Michel Temer, o PSDB foi fraco eticamente e que sua saída do partido se dá, portanto, "diante de tantas vacilações e fragilidades". 

"Foi difícil sair de um partido do qual fui vice-presidente em São Paulo, amigo de todos seus dirigentes, compartilhei ideais e esperanças, mas desisti diante de tantas vacilações e fragilidades onde não se pode ser fraco que é diante da afronta à ética", completou.



Fonte: Terra