Marcelo Odebrecht comprova encontro com senador Aécio Neves

No encontro foi acertado pagamento de propina para o PSDB

O empresário Marcelo Odebrecht entregou à operação Lava Jato o registro de entrada e saída da portaria do condomínio onde mora, em São Paulo, que aponta o número da placa do carro do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e a entrada do veículo em 26 de maio de 2014, às 20h50.

Odebrecht entregou ainda um registro do jantar lançado em sua agenda pessoal. O empreiteiro tenta confirmar um jantar, naquela data, no qual teria acertado com o tucano “pagamentos mensais para o PSDB” durante dez meses. Segundo Marcelo, o encontro ocorreu “antes da campanha presidencial de Aécio Neves de 2014 se tornar oficial”.


“Pelo que me recordo, foi no montante de R$ 500 mil, para bancar os gastos da pré-campanha, sendo que coube a Benedicto Junior acertar os detalhes de como estes pagamentos se dariam. Posteriormente, doamos de forma oficial para Aécio, por conta de sua campanha a presidente de 2014, aproximadamente R$ 5 milhões”, informou.

Outro lado.

Em nota, a assessoria de Aécio afirmou que o senador “teve diversos encontros sociais” com Marcelo Odebrecht e que nunca tratou de qualquer tema ilícito. Sobre a visita no dia 26 de maio de 2014, a nota afirma que a campanha oficial se iniciou um mês depois desta data, “o que, portanto, contradiz a afirmação feita na delação de supostos valores pagos durante dez meses de pré-campanha”.

Ao lado do senador Romero Jucá, Aécio Neves é campeão de inquéritos no Supremo baseados em delações de executivos e ex-executivos da Odebrecht: cada um é alvo de cinco investigações.

Fonte: ig
logomarca do portal meionorte..com