No Piauí, Jovair Arantes critica posição de Rodrigo Maia na Câmara

Jovair Arantes é candidato a presidência da Câmara.

Candidato à Presidência da Câmara dos Deputados e líder do PTB na Casa, deputado federal Jovair Arantes (GO), afirmou que a insistência do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em ser candidato à reeleição quando é proibido a reeleição só aumenta a dependência do parlamento ao Poder Judiciário.

“Na Câmara dos Deputados tem 512 deputados que podem ser candidatos à Presidência da Câmara dos Deputados. Eu sou um deles. O Rodrigo não pode porque existe um impedimento. Agora, ele quer insistir e isso coloca a Câmara dos Deputados em uma situação muito difícil porque expõe, mais uma vez, um poder que tem que ter independência e mais uma vez mais está submetido ao Judiciário. Isso não é bom. Isso é uma insistência dele (Rodrigo Maia). A nossa é buscar os votos. Estamos aqui para buscar votos, procurar o Governo do Estado, os prefeitos do Estado para dizer que queremos ter uma interlocução permanente com o Estado. Estou abrindo uma série de novas frentes de trabalho na Câmara para privilegiar e estarem conectadas com os Estados e municípios brasileiros”, falou Jovair Arantes.

A Justiça Federal concedeu, em primeira instância, liminar proibindo a reeleição de Rodrigo Maia para a Presidência da Câmara dos Deputados.

Jovair Arantes afirmou que é candidato à Presidência da Câmara dos Deputados para melhorar a situação porque o parlamento federal está em uma situação muito delicada.

“Nós temos, desde a época da redemocratização do Brasil, o pior momento da Câmara. Isso são pesquisas reais e se percebe pela convivência com os deputados em Brasília e com a sociedade. É uma Câmara que precisa de respeito da sociedade, precisa buscar voltar a ser respeitada para ter o respeito da sociedade. Nós temos a previsibilidade do funcionamento da Casa. Temos que acabar com essa de colocar a Câmara para funcionar a qualquer momento, sem que a sociedade saiba o que está acontecendo. Temos que ter votações já estabelecidas, temos que ter um dia para as votações das demandas dos deputados, para votar os projetos dos deputados do Brasil inteiro. Existem alguns Estados brasileiros que são escanteados no que diz respeito a essa participação. Vamos ter que lutar para que a Câmara dos Deputados volte a funcionar com a normalidade democrática e com respeito à sociedade”, disse Jovair Arantes.

Jovair Arantes disse que as reformas apresentadas pelo presidente Michel Temer (PMDB) para votação pelo Congresso Nacional têm que ser votadas e estão sendo votadas.

“Não tem assunto proibido para a Câmara dos Deputados. Tendo autoria, todos projetos têm que ser votados. Cabe ao plenário com sua autonomia, com 513 deputados federais que representam 210 milhões de pessoas. Os deputados têm que saber votar e buscar as votações importantes para o país. Não existem matérias proibidas, todas elas serão votadas”, declarou Jovair Arantes.

Em relação à reforma da Previdência, Jovair Arantes falou que chegou na Câmara Federal a matéria bruta e caberá aos deputados lapidar a matéria enviada pelo presidente Michel Temer para resultar em um bom projeto para o Brasil.

Em Teresina, Jovair Arantes almoçou, em restaurante da zona Leste, com os deputados federais Paes Landim (PTB),presidente regional do PTB; Fábio Abreu (PTB), Átila Lira (PSB); e Marcelo Castro , presidente estadual do PMDB.    

Fonte: Com informações do Efrem Ribeiro
logomarca do portal meionorte..com