Rede Meio Norte acompanha depoimento de Lula direto de Curitiba

Segundo Samantha, o esquema de segurança no local é forte.

Atualização às 18:55h

Terminou após quase 5 horas o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro, responsável pelas ações da operação Lava Jato na primeira instância. O interrogatório começou às 14h18 e terminou por volta das 19h10.


O petista foi ouvido como réu pela primeira vez no processo sobre o triplex no Guarujá (SP).

Com o depoimento, o processo chega à sua reta final. A partir de agora, o Ministério Público Federal (MPF) e as defesas poderão pedir as últimas diligências.

ATUALIZAÇÃO ÀS 14:40H

O ex-presidente Lula chegou ao prédio da Justiça para seu depoimento, às 14:18h. No momento da sua chegada, chovia em Curitiba. Cerca de 3 mil policiais fazem a segurança no entorno do local onde Lula irá depor ao juiz Sérgio Moro.


Manifestantes da Centrais Sindicais sinalizaram o apoio a Lula, que cumprimentou os manifestantes com um gesto. 

Os outros protestantes que são a favor da Operação Lava Jato, se concentraram em um local conhecido como Centro Cívico, com bandeiras, faixas e um boneco inflável de Lula.

Atualizado às 13h20

Direto de Curitiba, o governador Wellington Dias conversou com a correspondente da Rede Meio Norte, jornalista Samantha Cavalca, e falou sobre a importância da defesa de um líder nesse momento. “A gente precisa refletir o que está acontecendo para trazer lideres do Brasil inteiro para cá, líderes da política, da juventude, de movimentos religioso, líderes que estão aqui mais do que em defesa do Lula, em defesa da democracia. O que nós queremos é Justiça, mais do que ninguém, respeitando a lei é isso que queremos”, afirmou.

O Governador do Piauí declarou que Lula está tranquilo e de consciência limpa. “Ele disse que está feliz, está tranquilo, usa uma linguagem simples de quem não deve não teme. Inclusive eu estive nesse sítio de Atibaia, é uma espécie de um clube de amigos, eu mesmo em um grupo de amigos presenciei a dona Marisa em uma pequena canoa motorizada. Uma coisa que qualquer pessoa que teve a renda que ele teve não pode comprar uma canoa? Ele disse que quer que alguém prove um centavo que ele recebi de propina, que está envolvido com corrupção. Depois de dois anos de verdadeiros massacres ele pela primeira vez tem a oportunidade de ser ouvido pelo juiz que todo dia solta informações sem sequer ouvi-lo, primeiro condena para depois começar o processo”, declarou Wellington Dias em referência ao juiz Sérgio Moro.

“Tem em jogo também a política, se for em um processo normal caminha para ter um favoritismo do presidente Lula nas eleições de 2018, tirar a possibilidade desse líder ser candidato é parte desse processo, não pode acontecer de querer ganhar na rasteira. Eu sei tudo que está em jogo nesse processo e como um bom piauiense comprei minha passagem, me hospedei em um hotel pagando as minhas despesas, sou governador com muito orgulho pela vontade de Deus e do povo do meu Estado, mas estou aqui hoje como um cidadão que acredita no Brasil, acredita em um Brasil melhor”, finalizou.

Atualizado às 12h55

A quarta-feira (10) está sendo movimentada em Curitiba por causa do depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo a jornalista Samantha Cavalca, correspondente da Rede Meio Norte, horas antes do depoimento do ex-presidente que está marcado para acontecer às 14h, o governador do Piauí, Wellington Dias, subiu no palco e falou com a militância do PT que está presente em massa no local.

“Hoje está sendo considerado mais um dia histórico no meio político. Vai ser a primeira vez que o ex-presidente Lula vai ficar frente a frente com o juiz na condição de réu”, afirmou Samantha.

Atualizado às 11h05

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deve prestar depoimento ao juiz Sérgio Moro na tarde desta quarta-feira (10), chegou ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, em Curitiba, às 10h18, segundo a jornalista Samantha Cavalca, correspondente da Rede Meio Norte, direto de Curitiba.

De acordo com ela, o esquema de segurança no local é forte e todos os carros que chegam no local estão sendo parados. “Voo de Brasília para cá cheio de parlamentares, estava a senadora do Piauí Regina Sousa, a deputada federal Maria do Rosário e deputados do PT e PC do B”, afirmou.

O Governador Wellington Dias também está no local e falou que a expectativa é grande para o depoimento e encontro do ex-presidente com o juiz Sérgio Moro. A audiência está marcada para as 14h na sede da Justiça Federal, que fica no bairro Ahú. É o primeiro depoimento de Lula na presença de Moro e na condição de réu da Lava Jato.

Também nesta manhã, a ex-presidente Dilma Rousseff embarcou em um voo comercial de Porto Alegre com destino a Curitiba, que pousou no aeroporto Afonso Pena um pouco depois do avião com Lula.

No final da tarde de terça (9), os advogados de Lula entraram com três recursos no Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra decisões do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) que havia negado pedidos da defesa para adiar o depoimento. Até a manhã desta quarta não havia decisão sobre os recursos.


Fonte: Portal MN
logomarca do portal meionorte..com