Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Pós-parto: complicações levam mãe a ter braços e pernas amputados

Complicações de Mayra Cardi após o parto é alerta para gestantes.

Compartilhe

A primeira gravidez da canadense Lindsey Hubley, de 35 anos, tem sido uma verdadeira trajetória de luta pela sobrevivência e superação. Seu filho Myles nasceu em março de 2017, mas, desde então, a mãe enfrentou uma série de complicações, passou por intervenções cirúrgicas e teve os braços e pernas amputados. As informações são do IG.

No seu caso, os especialistas identificaram uma infecção bacteriana que afeta o tecido abaixo da pele, músculos e os órgãos. Foi nesse momento que ela teve seus membros amputados. Além disso, Lindsey precisou remover o útero, os ovários, o colo do útero e as trompas de falópio, pois a infecção se espalhou por todo o sistema reprodutivo.

Lindsey conta em entrevista à “Topic”,  que o parto correu bem e parecia ter sido perfeito. No entanto, no dia seguinte ela voltou ao hospital com dores no estômago. Os médicos alegaram ser algo normal durante o pós-parto e a liberaram. No próximo dia, a dor piorou e ela precisou ser levada a uma cirurgia de emergência. Foi nesse momento que identificaram a infecção.

Cirurgias

No total, a canadense precisou passar por 32 cirurgias . Como se não bastasse todas as consequências físicas e psicológicas, Lindsey ficou meses longe de Myles, que ficou sob os cuidados do pai e dos avós.

Reprodução/ Facebook

Ela precisou ficar 420 dias internadas até receber alta e, finalmente, ir para a casa. Depois, foram mais 563 dias de cama ou em uma cadeira de rodas. Atualmente, ela avalia que o pior já passou. Lindsey recebeu próteses e está aprendendo a andar novamente. Ao lado do filho, a mãe está aprendendo a se alimentar, escovar os dentes e fazer atividades simples como se fosse a primeira vez.

A mãe conta que Myles gosta quando ela está com pernas, pois conseguem se divertir mais. “Geralmente é um bom dia se tenho minhas pernas”, fala. “Eu não posso descrever como é incrível aprender a andar de novo. Da próxima vez que você se levantar e dar alguns passos, aproveite o momento e aprecie o quão incrível é o funcionamento do seu corpo”, diz.

Apesar de tudo, a mãe diz  que o importante é ter o filho ao lado. “Faria tudo de novo para tê-lo".  Porém, ela não quer deixar para trás a causa das complicações.

Reprodução/ Facebook

A mãe  está processando o hospital, pois alega que parte da  placenta foi deixada dentro do seu corpo depois do parto, o que acredita ter causado a infecção Além disso, durante todo esse processo, a mãe desenvolveu vício em analgésicos, pois os médicos injetaram dezessete tipos de medicamentos para lidar com a infecção e todas as cirurgias. Dessa forma, ela também está lutando para se livrar dessa dependência.

Para completar, em abril deste ano Lindsey perdeu o equilíbrio, caiu e quebrou o quadril direito, precisando voltar aos analgésicos. Outro ponto é que a canadense também faz um tratamento de diálise regular e está na fila para conseguir um transplante de rim. O  pós-parto não foi nada fácil, mas a mãe continua firme em se dedicar para ser uma boa mãe ao filho. “Na minha cabeça, eu me sacrifiquei muito e gostaria de poder dizer a ele: a mamãe vai melhorar. Ainda estamos na faz de cura”, completa.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar