Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Pré-candidato à prefeito no Piauí é acusado de estelionato contra gari

Se julgado e condenado, ele poderá ter seus direitos políticos cassados e perder seu mandado como vereador e não disputar as próximas eleições.

Compartilhe

Uma comissão será formada na Câmara Municipal dos Vereadores de Bom Princípio, no Norte do Piauí,  para analisar o pedido de cassação do mandato do vereador Genycleson de Sousa Galeno, do Partido dos Trabalhadores (PT), após ser acusado de estelionato. A câmara colocou em pauta na noite desta segunda-feira (10), a representação do processo disciplinar, por quebra de decoro parlamentar durante uma sessão ordinária. As informações são do Portal do Rurik. 

Genycleson de Sousa é pré-candidato a prefeito. De acordo com as informações, ele é acusado de apropriar-se de cartões magnéticos, senhas, falsificar assinaturas em talões de cheques e, realizar diversos empréstimos de CDC’s em terminais de caixas eletrônicos do Banco do Brasil, em nome de um servidor municipal do município de Bom Princípio-PI, o gari Fernando do Nascimento, informa a reportagem. 

vereador Genycleson de Sousa Galeno

A imprensa local tentou entrar em contato com o vereador, mas sem sucesso. Já durante a sessão ordinária, por 6 (seis) votos a 1 (Um), os vereadores foram favoráveis pela instalação de uma comissão para analisar e julgar o caso. O vereador, que poderá ter seu mandato cassado por quebra de decoro parlamentar, não compareceu à sessão presidida pelo vereador Jacinto Costa Moraes (atual presidente da câmara). A comissão processual formada por 3 (três) vereadores, Pedro Neto (presidente), Iracema (membro) e o relator o vereador Padinha, terão um prazo de 30 (trinta) dias para apresentar um parecer final sobre a denúncia e a cassação do mandato de vereador do denunciado. 

O caso foi registrado na Delegacia da Polícia Civil em Parnaíba como estelionato e a denúncia está sendo apurada. Se julgado e condenado, ele poderá ter seus direitos políticos cassados e perder seu mandado como vereador e não disputar as próximas eleições.    

LEIA MAIS:  Vereadora é acusada de pegar auxílio emergencial de morador no Piauí

Os vereadores foram favoráveis em abrir uma comissão e analisar o caso (Reprodução/ Portal do Rurik)










Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar