Prefeitos falam sobre Seminário do TCE-PI:'Buscamos conhecimento'

Seminário de Formação de Controladores Sociais e Ouvidoria.

Os prefeitos, secretários e outros agentes públicos participam dos seminários e outros eventos do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) para adquirir conhecimento e aplica-los no dia a dia da administração. É o que dizem os gestores que participaram do XXXV Seminário de Formação de Controladores Sociais e Ouvidoria Itinerante, realizado em Esperantina, de 2 a 4 de outubro.

Para eles, conhecimento técnico de gestão é não apenas um caminho para seguir a lei e, assim, evitar erros e problemas com a Justiça, mas também uma forma de exercer com mais eficiência o papel de administrador. O prefeito de Luzilândia, Ronaldo Gomes (PTC), participou da abertura e fez quatro minicursos nos dois dias do Seminário de Esperantina – entre eles o de Licitações Públicas e o de Controle Interno.

Seminário de Formação de Controladores Sociais e Ouvidoria Itinerante (Crédito: TCE-PI)
Seminário de Formação de Controladores Sociais e Ouvidoria Itinerante (Crédito: TCE-PI)

“Queremos basicamente conhecimento, aprender a fazer do jeito certo. E eventos como esse nos permitem aprender e a suprir as deficiências que temos na gestão pública”, diz. Prefeito de primeiro mandato, Ronaldo levou consigo todos os secretários, o procurador e o controlador interno do município – 17 pessoas no total. “Nossa equipe é jovem, e queremos atuar com responsabilidade. Além disso, recebemos a cobrança diária da população para fazer mais e melhor”, diz ele, que era empresário antes de entrar na política.

A prefeita de Esperantina, Vilma Amorim, disse que o conhecimento adquirido pelos participantes do seminário ajuda na gestão e na vida pessoal. “Fico feliz com a vinda do TCE-PI e sua equipe a Esperantina, porque os ensinamentos que teremos aqui serão importantes para nossa vida profissional e também pessoal”, destacou.

O coordenador-executivo do Seminário de Formação de Gestores e Ouvidoria Itinerante, Francisco Mendes, disse que aumenta a preocupação dos gestores com a qualificação técnica dos secretários e assessores. “Os gestores buscam no seminário suprir deficiências técnicas e dificuldades que encontram no dia a dia da administração”, explicou.

O seminário em Esperantina constou de palestras e minicursos sobre temas relacionados à gestão pública, e reuniu prefeitos, vereadores, secretários e conselheiros municipais, contadores, advogados e representantes de sindicatos e outras entidades da sociedade civil. O objetivo é qualificar os gestores e capacitar os representantes da sociedade civil para o exercício do controle social da gestão pública.

Fonte: Tribunal de Contas do Estado
logomarca do portal meionorte..com