mais
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Presidente do BB diz que financeira não terá interferência política

"Jóias da coroa" não serão vendidas

Presidente do BB diz que financeira não terá interferência política
Banco do Brasil | Marcelo Camargo/Agência Brasil

Após assumir a presidência do Banco do Brasil, Rubem Novaes declarou nesta segunda-feira (7) que o Banco do Brasil estará livre de \"interferências políticas\" em seu discursos durante a cerimônia de transmissão de cargo. O novo dirigente do principal banco do país afirmou, ainda, que vai vender ativos da financeira, mas que não negociará o que julga as \"joias da coroas\".

Ao discursar na solenidade, ele afirmou que empresas de capital aberto e controle da União – como o Banco do Brasil – nem sempre mantiveram uma boa relação entre os acionistas privados e o controlador.

\"
(Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

\"Esse é o drama de todas as empresas estatais de capital aberto, uma anomalia. Subordina administradores a dois patrões que raramente comungam de objetivos comuns. Estou livre deste drama, pois o mandato que recebo é plenamente compatível com o interesse de [acionistas] minoritários\", declarou Novaes.

O novo dirigente do Banco do Brasil afirmou ainda que a nova administração da instituição pública não pretender \"vender as joias da coroa, deixando-o fragilizado\", mas admitiu que pretende vender \"alguns ativos\".

\"O mandato é de rígida austeridade de maximização de valor respeitada a transparência. Entendemos que alguns ativos dos banco não guardam sinergia com os objetivos principais e, nesses casos, consideraremos os desinvestimentos\", enfatizou.

O novo presidente do Banco do Brasil não citou quais ativos da instituição financeira podem ser vendidos ao setor privado. Após a cerimônia, em entrevista coletiva, porém, ele disse que a administração de fundos, os meios de pagamento, a parte de seguridade e de crédito para pessoa física e pequenas e medias empresas, são as áreas mais rentáveis, consideradas como as \"joias da coroa\".

Ao discursar na cerimônia, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que, quando as instituições publicas são \"capturadas por desígnios políticos, elas perdem o rumo\". Comandante da economia na gestão Jair Bolsonaro, Guedes ressaltou que isso não acontecerá com o Banco do Brasil no novo governo.


Tópicos

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail