Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Previsão de neve faz hotéis terem lotação máxima em Santa Catarina

Mais de seis toneladas de sal podem ser usadas para derreter gelo nas rodovias da Serra. Devido à pandemia, hospedagens estão limitadas a somente 50% da capacidade.

Compartilhe

Com a possibilidade de nevar em Santa Catarina, não há mais vagas nos hotéis e pousadas na Serra, que estão com limite de 50% da ocupação por causa da pandemia. A Secretaria de Turismo estadual (Santur) e as prefeituras pedem que os turistas fiquem em casa e só busquem a região se tiverem garantia de onde ficar. Muitos pontos turísticos estão fechados para evitar aglomerações.

As autoridades estão preocupadas também com os riscos de acidentes nas rodovias. A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) informou que tem cinco toneladas de sal disponíveis nos postos policiais nos municípios de Painel e Bom Jardim da Serra para derreter o gelo que acumular na pista. Ano passado foram usadas duas toneladas durante todo o inverno.

Além disso, a prefeitura de São Joaquim comprou 1,2 tonelada do produto para utilizar nas estradas e calçadas da cidade e reservou outros 1.250 quilos.

2016: Serra de SC foi muito procurada há quatro anos por turistas de todo país por causa de registro de neve, geada e frio intenso — Foto: Cindacta/Divulgação 

O prefeito da cidade, Giovani Nunes (PSL), chegou a informar em entrevista no fim da manhã desta quarta-feira (18) que comprou 2,5 t de sal, mas corrigiu a informação por volta das 15h.

"Caso necessário, a gente já tem uma pré-reserva de mais 50 sacas, podendo chegar a 2,5 toneladas, de acordo com o evento. A pré-compra já foi feita, mas comprados e no nosso estoque agora são essas 50 sacas de 25 quilos cada", disse.

"Nossa preocupação é principalmente com os aventureiros, que vêm para Serra sem ter onde ficar e acabam ficando ao relento ou à procura da melhor paisagem, da melhor foto e tem um risco muito grande com o congelamento das rodovias”, disse o prefeito de São Joaquim.

Prefeitura de São Joaquim adquiriu 2,5 toneladas em sacas de sal para derreter gelo na pista com previsão de nevar em SC — Foto: Mycchel Legnaghi/Prefeitura de São Joaquim 

A cidade é uma das mais procuradas da região, segundo ele, porque em São Joaquim neva no Centro, enquanto que em outras cidades o fenômeno é mais comum nos pontos altos.

Além do uso por prefeituras, o sal é usado pela PMRv em trechos da rodovia que costumam acumular gelo, como a Serra do Rio do Rastro, o que já ocorreu em anos anteriores; geralmente esses locais têm placa de sinalização.

A fiscalização será reforçada nos pontos turísticos das cidades serranas, muitos deles já fechados, para evitar aglomerações.

“Os turistas serão sempre muito bem recebidos na Serra. O recado é para que as pessoas fiquem em casa. Queremos os turistas, mas não nesse momento de pandemia, de dificuldades. Quem conseguiu reservas, que siga as orientações, como o uso obrigatório de máscaras”, disse o prefeito.

Segundo Mané Ferrari, presidente da Santur, todos os hotéis da região estão lotados dentro da capacidade de até 50% de ocupação por causa da pandemia. Em São Joaquim, um decreto estabelece limite de 40%.

"A gente sabe que a neve é um grande atrativo, mas com relação ao Covid temos que tomar todas as precauções. O turista agora deve esperar um pouco mais para que a gente possa lá na frente fazer um turismo mais seguro", afirmou.

Há cuidado também com as pessoas em situação de rua da região. Em São Joaquim, elas foram abrigadas provisoriamente em hotéis por causa do frio intenso. Doações de agasalhos e cobertores também estão sendo feitas a famílias carentes, ainda segundo o gestor da cidade.

Motoristas integrantes da associação Jeep Clube de São Joaquim também devem auxiliar os funcionários da prefeitura a chegarem nas residências que precisarem de auxílio, em caso de neve forte.

Os produtores de maçãs também já retiraram a cobertura de seus pomares para garantir que a estrutura não caia com o peso da neve, se ela acumular.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar