Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Procissão de Bom Jesus dos Passos atrai milhares em Oeiras

A Procissão de Bom Jesus dos Passos marca o início das celebrações católicas da Semana Santa em Oeiras

Compartilhe

Contagiado pela emoção dos fiéis, o governador Wellington Dias participou, na tarde dessa sexta-feira (26), da Procissão de Bom Jesus dos Passos, em Oeiras. O ato, realizado desde 1856, é considerado a maior manifestação religiosa do Piauí, reunindo milhares de pessoas em oração e reflexão. A Procissão de Bom Jesus dos Passos marca o início das celebrações católicas da Semana Santa em Oeiras e integra o calendário de eventos relacionados ao turismo religioso.

Acompanhado do vice-governador Wilson Martins e do prefeito de Oeiras, B. Sá, o governador compareceu, inicialmente, à secular Igreja de Nossa Senhora do Rosário, ponto de partida da Procissão de Bom Jesus dos Passos. Religiosidade e tradição, portanto, combinadas desde o início, já que a Igreja de Nossa Senhora do Rosário - um dos principais pontos turísticos de Oeiras - foi construída por escravos há mais de 200 anos.

As autoridades se misturaram à multidão vestida de roxo como gesto de penitência e identificação com Bom Jesus dos Passos. Muitos romeiros vieram de outras cidades piauienses e outros estados para acompanhar o cortejo liderado pelo bispo de Oeiras, Dom Juarez Sousa. Junto à primeira capela, erguida em via pública, o Primeiro Passo da Paixão de Cristo. O bispo falou sobre a necessidade da conversão do coração do ser humano ao amor a Deus e ao próximo.

Caminho espiritual

A procissão seguiu pelas ruas do Centro, onde aconteceram os rituais referentes aos segundo e terceiro passos. Na tradição católica essa manifestão tem origem na Idade Média, na Europa, onde os cruzados que visitaram os locais sagrados de Jerusalem, por onde andou Jesus a caminho do martírio, decidiram reproduzir espiritualmente esse caminho ? a Via Sacra ? em seus países de origem.

Em Oeiras, junto a pequenas capelas situadas em pontos estratégicos, o cortejo era interrompido para mais orações e pregações. Uma jovem entoava cânticos em latim e português, representando a personagem bíblica Maria Beú, que enxugou o rosto de Cristo na Via Crucis. Ela desfraldava um pergaminho com a imagem da face de Jesus. A simbologia da celebração fortalece a devoção dos fiéis, que seguiam o andor com a enorme imagem de Cristo curvado pelo peso da cruz.

O encerramento se deu junto ao Paço Municipal, ponto de encontro das imagens de Bom Jesus dos Passos e Nossa Senhora das Dores. Dom Juarez Sousa fez então a celebração que tem como ponto alto o Sermão do Encontro, diante do gigantesco público que se espalhou pelas ruas e pela Praça da Vitória. Para a Igreja Católica é um dia de grande importância espiritual pois simboliza o momento em que Cristo se recolhe no Monte das Oliveiras.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar