Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Produção de café no Brasil atinge 61,62 milhões de sacas em 2020

Receita bruta da lavoura cafeeira de Minas Gerais totaliza R$ 18,5 bilhões e equivale a 60% das lavouras dos Cafés do Brasil

Produção de café no Brasil atinge 61,62 milhões de sacas em 2020
Café | sbdcsaude.org.br
Compartilhe

Foto: sbdcsaude.org.br

O volume de produção dos Cafés do Brasil para a safra de 2020, somadas as espécies arábica e conilon, está estimado em 61,62 milhões de sacas de 60kg, o que representa um aumento de 25% em relação à safra de 2019. A produtividade também apresentou uma evolução de 20,2% em 2020, alcançando 32,7 sacas/ha, contra 27,2 sacas/ha em 2019. Questões climáticas favoráveis, investimentos em tecnologias e a erradicação de áreas pouco produtivas são os principais fatores que justificam o aumento da produtividade brasileira de café.

Ao estabelecermos um ranking em ordem decrescente dos seis principais estados produtores dos Cafés do Brasil em 2020, percebemos que Minas Gerais segue como o maior estado produtor brasileiro com produção estimada em 33,46 milhões de sacas de 60kg, o que representa um aumento de 36,3% em relação a 2019; em segundo lugar, o Espírito Santo com produção prevista de 13,6 milhões de sacas, um ligeiro aumento de 0,8% em relação ao ano passado. O terceiro maior estado brasileiro produtor dos Cafés do Brasil é São Paulo, com a produção estimada em 6,15 milhões de sacas de 60kg para este ano, número que representa um incremento de 41,9%.

Com relação ao valor bruto da produção, a estimativa para a lavoura brasileira em 2020 é de R$ 519,08 bilhões, tendo como base principal o volume da safra anual e os preços médios recebidos pelos produtores agrícolas de vinte e uma culturas, no período de janeiro a agosto deste ano. Um ranking das cinco principais culturas em termos de arrecadação indica que a soja figura em primeiro lugar e deverá faturar R$ 194,24 bilhões, depois vem o milho, com R$ 81,93 bilhões, seguido da cana-de-açúcar, em terceiro, com R$ 66,3 bilhões. Na sequência, em quarto lugar, destaca-se o algodão herbáceo com o faturamento estimado em R$ 45,86 bilhões, depois vem o café, em quinto, com R$ 30,95 bilhões.

Os dados e números que permitiram esta análise foram obtidos do Acompanhamento da Safra Brasileira de Café – setembro de 2020, publicação trimestral elaborada pela Companhia Nacional de Abastecimento – CONAB e do Valor Bruto da Produção – VBP – Agosto 2020, elaborado e divulgado mensalmente pela Secretaria de Política Agrícola – SPA, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento – Mapa, os quais passaram a ser analisados e estão disponíveis na íntegra no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café.



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar