O antropólogo Marcelo Reges Pereira, docente do curso de Ciências Sociais da Universidade Estadual do Piauí, também está ganhando destaque como artista plástico. Conhecido artisticamente como Set Genet, o professor conquistou o 2º lugar no Edital Josenildo Suassuna de Arte Naif.

O Prêmio Josenildo Suassuna, organizado pela Fundação Cultural de João Pessoa (FUNJOPE), tinha como objetivo selecionar as melhores obras de Arte Naif, que são artes simples e que não se detêm as regras acadêmicas, para integrar a exposição em homenagem ao artista plástico Josenildo Suassuna. Foram mais de 100 artistas de todo o Brasil inscritos no Edital.

Segundo o professor e artista plástico, todo referencial utilizado em suas obras está vinculado a cultura piauiense. “Nas obras, falo do cotidiano piauiense, retrato a relação da cultura piauiense com o meio ambiente, com o buriti, com o mandacaru, com a carnaúba. Mostro como é a relação do homem simples e da periferia com a natureza”, expressou o artista.

A solenidade de premiação acontece hoje (08), no Casarão 34, localizado em João Pessoa – Paraíba. No local, também serão expostos os trabalhos de todos os artistas premiados no edital.

Veja a seguir as 3 obras do artista que foram premiadas:

Obra: A felicidade da moça que se apaixonou pelo cajueiro - Foto: AscomObra: A felicidade da moça que se apaixonou pelo cajueiro - Foto: Ascom

Obra: Felicidade é poder tomar uma cerveja antes do almoço para poder ficar pensando melhor Obra: Felicidade é poder tomar uma cerveja antes do almoço para poder ficar pensando melhor 

Obra: Apenas um moleque a espera da felicidade Obra: Apenas um moleque a espera da felicidade 

Set Genet atua desde 2017 como artista plástico profissional e desde então vem ganhando evidência no cenário nacional. Em 2020, também conquistou o Prêmio Arte como Respiro, do Itaú Cultural, na Categoria Artes Plásticas/Desenho.