Programa Minha Casa Legal atenderá mutuários do bairro Dirceu

O atendimento será oferecido das 8h ás 18 no Grande Dirceu.

A Empresa de Gestão de Recursos do Piauí (Emgerpi) realiza, por meio do Programa Minha Casa Legal, nos dias 4 e 5 de maio, ação itinerante no Conjunto Dirceu Arcoverde (Itararé), que possui 7.294 imóveis. A ação busca convocar e orientar todos os mutuários do conjunto que ainda possuem pendências financeiras, cadastral ou que necessitam solicitar a liberação da hipoteca para que, desse modo, possam receber a escritura definitiva dos imóveis.

O Escritório Itinerante do Programa Minha Casa Legal na região do Grande Dirceu será instalado na U.E Professor Odylo de Brito Ramos, localizada na Avenida Gilbralta, no Conjunto Dirceu. O atendimento será oferecido das 8h ás 18h.

Programa Minha Casa Legal
Programa Minha Casa Legal

Ao promover a ação itinerante, a Emgerpi também busca localizar os mutuários com índice de inadimplência relevante e, para isso, vai fazer visitas domiciliares aos mutuários do Dirceu Arcoverde que têm dívidas acima de duas parcelas em atraso. Essas visitas serão feitas pela equipe técnica do serviço social da Casa do Mutuário.  

“O objetivo dessas visitas é orientar esses moradores sobre a importância e vantagens que eles terão ao promover a regularização do imóvel e também facilitar o acesso deles às vantagens que Programa Minha Casa Legal está oferecendo para quem ainda possui pendência financeira”, disse o diretor-presidente da Emgerpi, Ricardo Pontes.

Segundo a diretora de Processos Imobiliários da Emgerpi, Ana Lúcia Gonçalves, a ideia da ação é habilitar os mutuários do Conjunto Dirceu Arcoverde para que todos possam receber a escritura definitiva dos imóveis. “São 511 casos de negociações antigas, feitas no passado, mas que precisam ser retomadas e também chamar os 127 mutuários com contratos ainda em atraso. Então, a ação itinerante busca orientar e mobilizar todas essas famílias mutuárias sobre como proceder para resolver as pendências, incluindo aquelas relacionadas à atualização cadastral”, disse Gonçalves.

Facilidades de pagamentos

Com a lei de parcelamento nº 6.812/2016, todos os mutuários dispõe de facilidades de pagamentos na hora de pagar os débitos dos imóveis. Agora, o mutuário que pagar a dívida à vista adquire descontos de até 90%, sobre juros e multas.

Os mutuários que precisam parcelar débito contam com descontos: 40% para quem dividir em até 36 meses; 30% para parcelar em 46 meses e 20% para aquele que parcelar em 60 vezes.

A lei de parcelamento também possibilita que os mutuários da extinta Cohab, BEP e Iapep retomem as negociações com entradas mínimas, no valor de duas parcelas negociadas.

Fonte: Portal do Governo do Piauí
logomarca do portal meionorte..com