Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Projeto treina estudantes para a OBMEP

Cento e dois estudantes que obtiveram os melhores rendimentos na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) participam de treinamento para que sejam multiplicadores de novos campeões.

Compartilhe
Google Whatsapp

Com o objetivo de capacitar e preparar 102 alunos de escolas públicas piauienses que obtiveram os melhores rendimentos na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) em 2018, foi realizado,      domingo (18), o lançamento do projeto Multiplicando Talentos. O presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), professor Antônio do Amaral, disse que, durante uma semana, os 102 alunos que obtiveram as melhores notas e medalhas na OBMEP no ano passado estão sendo treinados por 20 professores da Matemática da Universidade Federal do Piauí (Ufpi) e dos municípios para que voltem às suas cidades como sujeitos multiplicadores e melhorem o nível e o desempenho dos alunos das escolas públicas.

“As crianças e adolescentes que estão sendo treinados por uma semana serão multiplicadores de talentos e incentivadores para que outros estudantes de seus municípios tenham bom desempenho e conquistem mais medalhas neste ano na OBMEP”, falou o professor Antônio Amaral.

Segundo ele, no ano passado, os estudantes das escolas públicas do Piauí conquistaram 96 medalhas na Olimpíada de Matemática, sendo dez de ouro.

O treinamento é coordenado pelo professor Jefferson Leite, do Departamento de Matemática da UFPI e coordenador da OBMEP no Piauí.

Segundo Antônio Amaral, estão engajados, no treinamento dos estudantes das escolas públicas, o neurocirurgião Benjamim Pessoa do Vale, Gilmar Melo e o desembargador do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, Carlos Augusto Brandão, da Rede Pense Piauí e professor do Departamento de Direito da Universidade Federal do Piauí.

O Projeto Multiplicando Talentos é uma iniciativa da Rede Pense Piauí e consiste em proporcionar uma imersão em Matemática, na qual os estudantes participarão, até a próxima sexta-feira (23), de aulas em regime de tempo integral, dispondo de alimentação, estada, lazer, palestras e materiais, gratuitamente.

As crianças e adolescentes ficam estudando Matemática das 8h30 às 17h30, no Centro de Treinamento da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Piauí (Fetag).


Celeiro de matemáticos

O desembargador Carlos Augusto Brandão disse que estudo e o melhor desempenho em Matemática estão sendo incentivados porque a disciplina estimula o raciocínio, estrutura o discurso e permite a capacidade da abstração, ampliando os horizontes e o universo dos estudantes, permitindo a inovação.


“A Matemática, por abordar questões abstratas, expande os horizontes e o universo das crianças e dos adolescentes, permitindo a inovação estruturada e organizada”, falou o desembargador Carlos Augusto Brandão.

Ele acredita que a preparação das crianças e adolescentes possibilitará a multiplicação das medalhas de ouro obtidas na OBMEP no ano passado.

“O Projeto Multiplicando Talentos quer que o Piauí seja um celeiro de matemáticos”, define o desembargador federal Carlos Augusto Brandão.

 21 municípios são contemplados

Ao todo, 21 municípios piauienses estão envolvidos no projeto, entre eles, Parnaíba, Oeiras, Joaquim Pires, Cocal dos Alves, Buriti dos Lopes, Teresina, entre outros.

Segundo um dos idealizadores do Multiplicando Talentos, o médico Benjamim Vale, a meta é abranger ainda mais cidades nos próximos anos.

“Trabalhar a juventude e a inteligência crítica é criar o empreendedorismo social no Piauí, desenvolvendo talentos. No caso do Multiplicando Talentos, a ferramenta é a Matemática. Queremos que daqui a cinco anos, todos os municípios do Estado possam participar conosco, gerando cada vez mais frutos”, enfatiza Benjamim Vale.

Realizada em duas etapas, a OBMEP tem como público-alvo os alunos do 6º ano do Ensino Fundamental ao último ano do Ensino Médio. Uma das finalidades da prova é identificar novos talentos, incentivando o ingresso dos estudantes nas universidades, seguindo as áreas científicas e tecnológicas.

“O Projeto Multiplicando Talentos traciona os 102 melhores alunos de Matemática do Piauí, da escola pública, e prepara os estudantes para as Olimpíadas Brasileiras de Matemática em 2019. Vamos multiplicar o número de medalhistas pelo Estado. O Piauí é um celeiro de matemáticos. Esses próximos dias de formação, pelo valor simbólico e referencial, poderão mudar a Educação Pública no Estado do Piauí. Uma realização da sociedade civil organizada, com o apoio das instituições públicas e privadas com a articulação da Rede Pense Piauí”, enfatiza Carlos Augusto Brandão. (E.R.)


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×