Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Reforma do aeroporto de Teresina permanece sem data para começar

O Aeroporto de Teresina Senador Petrônio Portella segue sem previsão para início da obra de reforma, anunciada há mais de um ano

 Reforma do aeroporto de Teresina permanece sem data para começar
Aeroporto | Efrem Ribeiro
Compartilhe

Causa de transtornos no trânsito da zona Norte e aflição nos moradores dos Bairros Matadouro e Vila Operária, o Aeroporto de Teresina Senador Petrônio Portella segue sem previsão para início da obra de reforma, anunciada em janeiro de 2014.

O melhoramento do prédio teria implicações diretas no bem estar dos passageiros do sistema de aviação e também nos moradores que vivem ao redor do sítio aeroportuário, mas tanto a Prefeitur de Teresina quanto o Governo do Piauí se negam a falar sobre o caso.

Enquanto isso, o aeroporto segue gerando transtornos para a população do bairro. Mesmo com o termo de cooperação que incluía a reforma dentro das novas obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), assinado pelo prefeito Firmino Filho em 21 de fevereiro de 2014, nada aconteceu.

A reforma incluiria a construção de um novo terminal de passageiro, com 30 mil metros quadrados, além de seis points de embarque, novos taxiway, torre de controle e mais boxes. O custo total da reforma seria de R$ 600 milhões e também beneficiaria aeroportos de Parnaíba, São Raimundo Nonato, Paulistana, Corrente, Floriano e Picos.

Para que a obra fosse executada idealmente, a Prefeitura de Teresina teria de realizar a desapropriação de 1.223 residências. Na época, o prefeito Firmino Filho anunciou que aproximadamente 250 casas seriam desapropriadas nas Avenidas Centenário e Campo Maior e que todas as famílias continuarão alojadas em bairros da zona Norte da capital.

O órgão, através de sua assessoria de imprensa, informa que todas as atitudes para viabilizar a reforma foram tomadas. O acordo seria apenas para delimitar a área de restruturação e decretá-la como de interesse público para fins de desapropriação. O restante das ações é de competência da Infraero.

Através de nota técnica, a Infraero diz que está analisando a construção de um novo terminal de passageiros para o Aeroporto de Teresina Senador Petrônio Portella.

No momento, esse empreendimento está em fase de estudos e não há previsão de publicação do edital para a contratação desses serviços. Vale destacar que, atualmente, o aeroporto tem capacidade para receber 1,7 milhão de passageiros por ano, atendendo satisfatoriamente a demanda que, em 2014, alcançou 1,1 milhão de passageiros.

Voos entre aeroportos regionais ficarão mais baratos

O Piauí será contemplado com sete aeroportos regionais graças ao Programa Nacional de Aviação Regional. O Governo Federal investirá cerca de R$ 159 milhões para a construções destes aeródromos. O compromisso foi firmado em janeiro passado, durante reunião do governador Wellington Dias e o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha.

O ministro garantiu total integração com as instituições envolvidas e reafirmou o subsídio para 50% das passagens aéreas. "Isso vai popularizar o acesso ao transporte aéreo no Piauí, viabilizando bilhetes a preço de passagens de ônibus", declara Dias.

Neste meio tempo, Wellington aproveitou para propor uma Parceria Publico-Privada (PPP) para a construção de um segundo aeroporto em Teresina. "Foi uma proposta bem acolhida pelo ministro Eliseu Padilha. O Estado fica autorizado para iniciar as conversas e provocar o Ministério, o que vai garantir celeridade a esse importante investimento", informou a senadora Regina Sousa.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar