Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Rodrigo Constantino é demitido da Jovem Pan após questionar estupro

O colunista afirmou que não denunciaria possíveis estupradores da sua filha, dependendo dos fatos do suposto episódio.

Compartilhe

Rodrigo Constantino foi demitido pela rádio Jovem Pan na tarde desta quarta-feira (04), após comentar o caso Mariana Ferrer e questionar o estupro da jovem. O colunista afirmou que não denunciaria possíveis estupradores da sua filha, dependendo dos fatos do suposto episódio. Após muitas críticas nas redes sociais, a direção da rádio decidiu pelo desligamento do colunista. 

Rodrigo Constantino - Foto: Reprodução

Em nota, a Jovem Pan afirmou que acredita que "a vítima não deve ser responsabilizada pelos atos de seu agressor". 

Confira a nota na íntegra:

O Grupo Jovem Pan tem como premissa a liberdade de expressão e o amplo debate entre seus comentaristas. Diante do ocorrido nesta quarta-feira em uma live independente promovida fora de nossas plataformas por um de nossos comentaristas, o Grupo Jovem Pan esclarece que desaprova veementemente todo o conteúdo publicado nos canais pessoais e apresentado nessa live.

Reafirmamos que as opiniões de nossos comentaristas são independentes e necessariamente não representam a opinião do Grupo Jovem Pan.

No caso de Mariana Ferrer, defendemos que a vítima não deve ser responsabilizada pelos atos de seu agressor, apesar do respeito que todos nós devemos ter às decisões judiciais.

Em consequência do episódio, na tarde desta quarta-feira (4/11) Rodrigo Constantino foi desligado de nosso quadro de comentaristas.

Após a demissão, Rodrigo Constantino declarou em seu perfil do Twitter que a Jovem Pan não resistiu à pressão feita pelo público e negou ter feito apologia ao estupro. 

"Vcs venceram uma batalha, parabéns! A pressão foi tão grande sobre a Jovem Pan, DISTORCENDO CLARAMENTE MINHA FALA, que não resistiram." escreveu o colunista.

O comentário 

Durante uma transmissão ao vivo publicada em seu canal no YouTube, Constantino disse que não faria denúncia se a filha dele tivesse sofrido um estupro enquanto estivesse bêbada. O comentarista falava sobre o "estupro culposo".


Mais cedo, o jornalista comparou o caso de Mariana Ferrer, que foi vítima de estupro quando estava bêbada, ao ato de dirigir embriagado.

"Se alguém ESCOLHE beber e ESCOLHE, bêbado, pegar um carro e dirigir, e mata alguém, é crime DOLOSO, certo? Então por que essa desculpa de que a mulher bêbada não é responsável? " disse no Twitter.

Depois do anúncio da saída de Rodrigo da Jovem Pan, se iniciou nas redes uma campanha para que ele fosse demitido também da Record. Ele faz participações nos programas de TV da emissora e também escreve no portal R7. Até o momento da Record não se posicionou sobre o caso.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar