Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Saiba quem são os quatro piauienses mortos em queda de avião no Ceará

A queda ocorreu na noite de ontem, na cidade de São Benedito (CE).

Compartilhe

Atualizado às 20h02

Corpos de quatro passageiros mortos em queda de avião são encontrados

Após dia de buscas, foram encontrados todos os corpos dos passageiros mortos em que de avião no município de São Benedito, localizado em uma das serras da Região de Ibiapaba, no Interior do Ceará. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros de Sobral, as buscas encerram no fim da tarde deste sábado, 16. Os corpos seguirão para o Instituto Médico Legal (IML) de Sobral e ficarão a cargo da Perícia Forense.  

Mais cedo, no meio da tarde de sábado, um corpo parcialmente carbonizado, que seria do médico Carlo Victor Rodrigues, e outro totalmente foram achados. Estavam no bimotor o piloto, Paulo César Magalhães Costa, com mais de 40 anos de experiência em aviação, um médico que contraiu a Covid-19, identificado como Pedro José Ferreira de Meneses; outro médico, Carlos Victor, e a enfermeira Samara Félix.

Foto: Divulgação/ Corpo de Bombeiros

Nas redes sociais, o governador Wellington Dias lamentou o acidente aéreo que vitimou quatro piauienses na noite de sexta-feira (15/05), no Ceará.

"Foi com muita tristeza que recebemos ontem a notícia da tragédia com uma aeronave pilotada por Paulo César, acompanhados pelo Dr. Pedro Meneses, Dr. Carlos Victor e pela enfermeira Samara Félix, que era da nossa equipe do SAMU aéreo do Piauí. Quero aqui trasminitir a minha solidariedade à família, amigos e pessoas próximas neste momento de dor, que Deus possa confortar a todos. O estado do Piauí, hoje, está de luto em razão da tragédia." declarou Wellington Dias.

FAB inicia a investigação do acidente

Na tarde deste sábado (16), a Força Aérea Brasileira-FAB emitiu uma nota informando que foi iniciada a investigação do acidente aéreo que vitimou quatro pessoas na noite de ontem (15), no município de São Benedito, no Ceará.

Confira a nota na íntegra

Investigadores do Segundo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA II), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), foram acionados para realizar a Ação Inicial da ocorrência envolvendo a aeronave de matrícula PT-RMN que aconteceu nesta sexta (15/05), em São Benedito (CE).

A Ação Inicial é o começo do processo de investigação e possui o objetivo de coletar dados: fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos.

A investigação realizada pelo CENIPA tem o objetivo de prevenir que novos acidentes com as mesmas características ocorram. A necessidade de descobrir todos os fatores contribuintes garante a liberdade de tempo para a investigação.

A conclusão de qualquer investigação conduzida pelo CENIPA terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade do acidente.


Assessoria de Imprensa do Comando da Aeronáutica

Corpo de Bombeiros seguem nas buscas por corpos de vítimas de queda de avião

Cerca de 10 bombeiros continuam em busca dos corpos das quatro vítimas de acidente com avião de pequeno porte em São Benedito, ocorrido na noite de sexta-feira, 15. De acordo com o tenente-coronel Moraes, do Corpo de Bombeiros, as equipes ainda não conseguiram fazer contato com nenhum corpo em meio aos destroços.

O tenente-coronel afirmou que o fogo no local e na região já foi controlado, mas o que dificulta é que o local onde o acidente aconteceu é de difícil acesso e não tem nenhuma cobertura de telefonia móvel. As causas do acidente ainda serão apuradas através da perícia realizada pela Aeronáutica.

Nessa primeira fase, segundo o órgão, os militares têm objetivo de coletar dados: fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos. As conclusões periciais não têm prazo determinado para serem concluídas e dependem da complexidade do acidente.

Crédito: Emanuel Coelho/ O Povo

Crédito: Emanuel Coelho/O Povo

Saiba quem são os quatro piauienses mortos em queda de avião no Ceará

O Corpo de Bombeiros da cidade de Sobral divulgou oficialmente a identidade das quatro pessoas mortas, sendo todas de Teresina, na queda do avião Seneca, da empresa de táxi aéreo Top Line, na noite de sexta-feira (15), na Serra da Ibiapaba, no município de São Benedito (CE).

O avião caiu no momento em que transportava o médico Pedro José Ferreira de Meneses, de Sobral (CE) para internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em hospital teresinense para tratamento de infecção por Covid-19.

O Corpo de Bombeiros informou que morreram na queda do avião de pequeno porte os médicos Pedro José Ferreira de Meneses, Carlo Victor Sousa Rodrigues (residente de cirurgia geral no Hospital Santa Maria), a enfermeira Samara Félix, trabalha no Hospital Santa Maria e é coordenadora do Samu Estadual e o piloto Paulo César Magalhães da Costa.

Pedro Meneses era pneumologista que contraiu Covid-19 em Sobral, onde mora e estava sendo transferido para Teresina para ficar mais perto da família durante o tratamento. Para isso, ele precisava de profissionais que auxiliassem a sua busca. 

O avião  bimotor caiu em uma mata entre os sítios Santa Tereza e Meio do Topo, em São Benedito. O local é de difícil acesso e havia mau tempo no momento. Parte dos destroços pegou fogo no  local. Todos os ocupantes do bimotor morreram, segundo o Corpo de Bombeiros. Meneses atendia no Hospital Regional (HRN), em Sobral.

Médico Pedro Meneses foi diagnosticado com Covid-19 e ia fazer tratamento em Teresina

Médico Carlo Victor foi até Sobral auxiliar na transferência de Pedro

Enfermeira Samara Félix foi até Sobral auxiliar na transferência de Pedro

Piloto Paulo César tinha mais de 40 anos de experiência

Conforme o prefeito de São Benedito, o Aeroporto Regional de São Benedito não tinha informações de pousos e nem de decolagens recentes previstas para esta sexta-feira. Na queda, o avião pegou fogo.

Segundo Miguel Melo, agente de turismo que mora em uma casa nas proximidades da serra, "houve um estrondo". "Eu desconfiei da queda porque ouvi um barulho muito forte quando ele sobrevoou minha casa. Ele estava muito baixo", relata. Conforme ele, testemunhas se aglomeram no local do acidente.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar